Prefeitura segue com equipes em bairros alagados por cheia de igarapés

A chuva intermitente que atinge Rio Branco desde às 19h da noite de quinta-feira, 4, elevou o nível do Rio Acre. De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), em apenas seis horas o volume de água do manancial sofreu uma elevação de 0,65 centímetros atingindo a cota de 10,71 metros e causando preocupação ao prefeito Tião Bocalom e às demais autoridades municipais.

Segundo o coordenador municipal de Defesa Civil, major BM Cláudio Falcão, a capital do Acre registrava, na manhã desta sexta-feira, 5, um acumulado de 100 milímetros de chuva. “Foi muita chuva desde as 19h de ontem. Isso fez com que movimentasse muita água no Rio Acre, igarapés, ruas e córregos”, enfatizou o coordenador.

Falcão informou que a chuva causou alagamentos em 12 bairros da cidade obrigando a intervenção da prefeitura para o socorro às famílias atingidas. “Nós tivemos 12 bairros precisando da nossa intervenção. Ficamos em atenção máxima em 6 bairros: da Paz, Geraldo Fleming, Calafate, Dias Martins, Praia do Amapá, Cadeia Velha e Defesa Civil”, revelou.

Ainda de acordo com o coordenador, outros bairros continuam sendo monitorados pela Defesa Civil Municipal. “Temos indicativos de retirada de famílias dos bairros Plácido de Castro, João Paulo II, Calafate e Dias Martins, no residencial Mariana. Não retiramos ainda porque as águas baixaram nesses locais. No entanto, já estamos com barcos na água para fazer ainda hoje a retirada de famílias nos bairros da Paz e Geraldo Fleming”, disse.

Falcão informou que todas as secretarias do Município estão mobilizadas para o caso de um transbordamento do nível das águas do rio Acre e seus afluentes e preparadas para socorrer as famílias que venham a ser atingidas pelo fenômeno natural. “Continuamos na luta e não tem hora para acabar” concluiu.