Prefeitura de Rio Branco lança edital para Programa Esporte Lazer

Foto ilustrativa

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB), lançou edital para a implantação do Programa Esporte Lazer da Cidade (PELC) em Rio Branco. A iniciativa faz parte do Ministério do Esporte e tem como objetivo democratizar o acesso à prática do esporte e lazer, de acordo com o preceito constitucional que define o esporte como direito de cada cidadão.

O projeto é uma proposta da Prefeitura de Rio Branco e conta com o convênio ME/PMRB/AC Nº 817951/2015. A ideia é implantar e fazer funcionar dez núcleos nas regionais da capital e sete subnúcleos para promover e estimular a prática do esporte recreativo e do lazer ativo na cidade. Cerca de dez mil pessoas serão atendidas.

Dentre as atividades oferecidas, estão capoeira, kung fu, taekwondo, futsal, futebol society, futebol de areia, handebol, voleibol, dança/ginástica, dança/Ballet/Jazz, ginástica aeróbica, trekking/caminhada orientada, hidroginástica e natação.

Ao todo, serão 63 oficinas disponíveis para que as pessoas desenvolvam suas habilidades, independentemente da idade. Além das oficinas, cada núcleo deverá realizar um evento por mês, totalizando vinte eventos por núcleo ao longo da vigência do convênio.

Neste edital são ofertadas vagas para a contratação de um coordenador pedagógico e dez coordenadores de núcleo, sendo 11 vagas oferecidas.

Também estão previstos seis eventos sociais entre os núcleos e mais três eventos do programa, totalizando ao todo, 209 eventos. As inscrições se iniciam na próxima segunda-feira (15) e podem ir até o dia 2 de junho – sendo 19 dias corridos para quem for participar do processo.

O programa tem como objetivo oferecer atividades de esporte e lazer para crianças, jovens, adultos, idosos e pessoas com deficiência. O projeto envolve 72 profissionais, incluindo coordenadores de núcleo, acadêmicos e agentes de esporte e lazer, coordenador pedagógico e coordenador geral.

A remuneração varia de acordo com a posição, de R$ 750 (setecentos e cinquenta reais) para bolsistas a R$ 2.400,00 (dois mil e quatrocentos reais) para coordenadores. O programa terá duração total de 24 meses, incluindo 4 meses de estruturação e 20 meses de atendimento efetivo. São esperados 2.700 atendimentos de crianças e adolescentes, 630 de jovens, 560 de adultos, 100 de idosos e 10 de pessoas com deficiência.

O Ministério do Esporte concedeu um aporte financeiro no valor de R$ 1.846.160,00 (um milhão, oitocentos e quarenta e seis mil, cento e sessenta reais), com contrapartida da Prefeitura de Rio Branco no valor de R$ 59.111,00 (cinquenta e nove mil, cento e onze reais), totalizando um investimento de R$ 1.905.271,00 (um milhão, novecentos e cinco mil, duzentos e setenta e um reais).

Veja edital aqui

Outras notícias...