Prefeitura de Rio Branco, a mão amiga do pequeno produtor

Produção rural é um dos maiores incentivos da gestão (Foto: Val Fernandes/Assecom)

Uma bandeira que o prefeito Tião Bocalom sempre empunhou é a do incentivo à produção rural. A Secretaria Municipal de Agropecuária (Seagro) é a ponte entre a gestão e os pequenos produtores do município. Nesta terça-feira (10) visitamos o Ramal São Pedro, localizado no Polo Hélio Pimenta.

Adalgiso Costa, que por muitos anos trabalhou como prestador de serviços, ao resolver ter o seu próprio negócio, optou pela agricultura familiar.

Após muitas pesquisas, Adalgiso escolheu como forma de cultivo a hidroponia, que consiste num método de cultivo em estufas, onde o solo é substituído por uma solução nutritiva. De acordo com ele, o tempo de produção é mais rápido comparado ao cultivo na terra.

“A hidroponia é de inverno a verão, só depende um pouco do mercado, porque no verão todo mundo planta.”

O produtor afirmou que com a sua produção ele abastece a sua banca e as de outros colegas agricultores, quando estes precisam de produtos para a venda.

Muitos são os incentivos para a agricultura familiar, desde o escoamento a custo zero para o produtor, como a mecanização agrícola, que de acordo com James de Oliveira, diretor de apoio à agricultura familiar, mesmo com operacional reduzido, a Seagro já conseguiu mecanizar 600 hectares.

“Está previsto para o início deste ano o aporte de um milhão e trinta mil reais, para o programa PA municipal, fora isso, está previsto para 2023 o incentivo ao Programa de Cultivo Protegido. A ideia é atender mais de 400 famílias com o apoio de material, caixa vazada, plástico, sombrite e material para a irrigação.”

O PA é o “Programa de Aquisição de Alimentos”, implantado em 2022 pela Prefeitura de Rio Branco. Foram investidos, inicialmente, R$ 600 mil, a Câmara Municipal aprovou um valor de um milhão e trinta mil reais para dar sequência ao Programa neste ano. Parte da produção desses agricultores abastece as escolas e os CRAS do município.

Outro grande incentivo que faz parte do Programa Municipal de Grãos, é o fornecimento de calcário para a correção do solo, a previsão é de que todos os produtores que necessitarem do adubo sejam atendidos. Antes da entrega é realizado um estudo de solo, para que o material seja entregue de acordo com a necessidade do produtor. 60 Tratoridos também foram distribuídos para o auxilio na produção rural, e são compartilhados entre os produtores.

Tassiana trabalha com agricultura orgânica há 10 anos, um cultivo diferente do que o Adalgiso faz. Assim como ele, Tassiana expõe seus produtos no mercado Elias Mansour semanalmente e participa dos programas de incentivo ao pequeno produtor, ela afirma que sem esse suporte seria difícil viver da agricultura.

“Tem feito muita diferença a ajuda. Se não fosse a entrega para o PA, a gente não teria como transportar e vender os nossos produtos. A Secretaria tem ajudado muito a gente.”

A Seagro também fornece ajuda técnica, orientando os pequenos produtores, como explicou a agrônoma, Luciete Araújo.

“A gente acompanha os produtores no cultivo, orientando e promovendo atividades de divulgação desse tipo de produção, onde é orientado o bem-estar e a saúde, por não usar os defensivos agrícolas.”