Prefeitura de Rio Branco encaminha R$ 50 mil de recursos próprios para ajudar Lar Vicentino

(Foto: Val Fernandes/Assecom)

A prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), assinou um termo de cooperação na tarde desta quinta-feira (22), autorizando o repasse financeiro no valor de R$ 50.000,00 mil, oriundo de recursos próprios da prefeitura.

Segundo o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom, assim que tomou ciência do baixo estoque de alimentos no Lar Vicentino, tomou as providências necessárias para agilizar o repasse do recurso financeiro.

“Em sete dias firmamos o convênio. Foi realizado o repasse e eles já estão com o dinheiro na conta para cuidar dos nossos velhinhos. São 49 idosos e eu conheço muito bem o trabalho aqui no Lar Vicentino”, disse.

O prefeito informou ainda que para 2023 vem mais notícias boas, onde a prefeitura vai destinar R$1.800.000,00 de recursos próprios para a reforma do Lar, junto ao Governo do Estado que também vai destinar R$1.000.000,00. Além disso, a prefeitura vai custear a reforma da unidade móvel de saúde no valor de R$50.000,00 mais R$30.000,00 mensal para auxiliar nos custos com os idosos.

A promotora Especializada de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério Público, Vanessa Muniz, destacou a eficiência do município nos repasses e a sensibilidade do prefeito, tendo em vista que anteriormente o Lar Vicentino não recebia repasse do município.

“Depois de algumas reuniões da demonstração dessa necessidade, o município através do prefeito Tião Bocalom já se comprometeu e já firmou esse convênio também para 2023. Então, temos um olhar para esse público que é prioritário”, explicou.

A diretora do Lar, Ana Maria Sobreira, explicou que o dinheiro será usado exclusivamente para a alimentação dos idosos e veio em uma boa hora, tendo em vista que alguns enlatados já estavam acabando.

“É de suma importância ter essas parcerias, tanto com o Governo do Estado quanto com a Prefeitura, que possamos estar dando bom acolhimento aos nossos idosos. Vai ser de muita importância”, disse.

O secretário-adjunto da SASDH, Francisco Bezerra, enfatizou que a prefeitura por meio da secretaria seguirá dando todo suporte necessário para a casa de acolhimento.

“É mais um compromisso da Marfisa e Bocalom, essa gestão mostra uma preocupação e cuidado com aqueles que dependem de fato do poder público. O prefeito Tião Bocalom de fato tem uma sensibilidade com essa instituição”, explicou.