Prefeitura apresenta na Câmara Municipal estimativa de receita e despesas para 2023 em Rio Branco

Objetivo foi trazer a comunidade para participar da gestão e o compromisso com a transparência (Foto: Val Fernandes/Assecom)

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da secretarias municipais de Planejamento e Finanças (Sefin), apresentou na manhã desta segunda-feira (12), audiência pública sobre a estimativa de receita e despesas do município de Rio Branco para 2023, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores.

Como forma de trazer a comunidade para participar da gestão e o compromisso com a transparência, este ano a prefeitura realizou o I Fórum Municipal de Planejamento e, também, consulta pública no site, o que segundo a secretária de Planejamento, Neiva Tessinari, colaborou para o desenvolvimento da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2023.

Neiva Tessinari “Temos planejamento voltado ao empreendedorismo” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

A secretária afirmou estarem trabalhando com todos os critérios que envolvem a Lei de Responsabilidade Fiscal, todo o planejamento da LOA 2023 foi baseado no que foi feito dentro do orçamento.

“Nós estamos com uma lei definida da ordem de mais de 2 bilhões de reais, então, nós queremos dizer que, principalmente, as obras que envolvem infraestrutura, saúde, educação, como é também previsto em lei.”

Segundo Neiva Tessinari, uma bandeira defendida pela gestão é a geração de emprego e renda, a qual também está inserida na LOA 2023, ela explicou que existe um planejamento voltado, também, para a área que envolve o empreendedorismo.

“Estamos fortalecendo a politica que envolve o turismo, tendo em vista que foi criada a nova Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Inovação e Tecnologia. Todo o planejamento que envolve essa secretaria também proporciona um ‘up’ no que diz respeito a economia solidária e alguns projetos de desenvolvimento econômico.”

Ismael Machado “Estamos sempre em harmonia com o poder publico municipal” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

O vereador, Ismael Machado, disse que foi um projeto muito bem elaborado, onde alguns pré-requisitos obrigatórios foram cumpridos, no que determina a lei.

“Estamos aqui, sempre em harmonia com o poder publico municipal, para cumprir as nossas determinações e obrigações como parlamentares aqui nessa casa.”

Estiveram presentes na audiência, os vereadores Francisco Piaba, Lene Petecão e Ismael Machado.