U: Verse e Uninorte confirmam parceria com Projeto 1.001 Dignidades

Prefeito apresenta Projeto 1.001 Dignidades aos representantes das universidades (Foto:  Evandro Derze / Assecom)

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, recebeu na tarde desta quinta-feira (8), representantes das universidades U: Verse e Uninorte, para dar seguimento nas parcerias universitárias com Projeto 1.001 Dignidades, no sentido de integrar ao mesmo, alunos dos cursos de Engenharias e Arquitetura & Urbanismo.

O prefeito Tião Bocalom disse estar animado com a proporção que o projeto está tomando, com as parcerias que a prefeitura tem fechado e que resultará na construção de uma bela história para a capital acreana.

“É um projeto em que falamos em “1.001 Dignidades”, casas para famílias que não têm onde morar e nem condições, mas a prefeitura vai produzir essas unidades habitacionais e entregar para que as pessoas tenham dignidade embaixo de um teto verdadeiro”, expressou.

De acordo com a secretária municipal de Planejamento, Neiva Tessinari, a adesão das universidades é um importante avanço para o projeto.

“Foi muito positiva a reunião, eles ficaram encantados com o projeto e já se apresentaram como possíveis parceiros, estaremos trabalhando nos próximos dias no termo de cooperação técnica”, explicou.

Os representantes agradeceram a iniciativa da prefeitura em buscar essa parceria com as universidades e reforçaram que aceitarão o convite, visando a importância social apresentada pelo projeto e a experiência que será adquirida pelos acadêmicos.

“Vai ser um prazer enorme para a gente estar fazendo parte desse projeto, pois vai agregar muito valor à nossa instituição, para os nossos alunos dos cursos de arquitetura e engenharia, será um prazer poder contribuir para a nossa comunidade em geral”, explicou Priscyla Brasileiro, coordenadora do curso de Arquitetura & Urbanismo e Engenharia Civil da U:Verse.

Fábio Reis: “vamos participar desse grande projeto” (Foto: Evandro Derze /Assecom)

Fábio Reis, coordenador das Engenharias Civil e Elétrica da Uninorte, também se mostrou muito empolgado com o projeto.

“Diante toda a explanação, nós vamos, sim, aceitar com todo prazer. Vamos participar desse grande projeto, que vai beneficiar tanto a comunidade acadêmica quanto a sociedade”, disse