Balseiros ficam presos em tubos da bomba de captação da ETA I e equipe do Saerb faz limpeza

Fortes chuvas fizeram com que toneladas de balseiros descessem pelo Rio Acre (Foto: Evandro Derze/Assecom)

As fortes chuvas em Rio Branco nos últimos dias, fizeram com que toneladas de balseiros descessem pelo Rio Acre e ficassem presas nos tubos das bombas de captação da ETA I. O problema acontece todos os anos, desde que a ETA foi criada, na década de 70.

“Estação facilita o acúmulo de balseiros” (Foto: Evandro Derze/Assecom)

A Estação está localizada no bairro Sobral, na curva do rio, facilitando assim, o acúmulo de balseiros e, com isso, causa um impacto na vazão d’água que caiu de 600 litros por segundo para 550 litros. Nesta terça-feira (6), técnicos do Saerb começaram a limpeza para a retirada dos balseiros.

“Hoje amanheceu o dia com um balseiro grande, quase o dobro do que está agora porque já foi limpo grande parte. Até o rio se estabilizar, na parte cheia vai continuar dessa forma, infelizmente”, explicou o diretor-presidente do Saerb, Enoque Pereira.

“Temos um projeto para unificar as ETAs 1 e 2 e acabar de vez com o problema que acontece todos os anos” (Foto: Evandro Derze/Assecom)

Pereira disse que já existe um projeto para construir uma nova ETA, unificando assim, as ETAs 1 e 2, para acabar de vez com o problema que acontece todos os anos.

“Nós temos um projeto para poder descer a captação abaixo da curva, onde não passem balseiros e, com isso, fazer uma captação única, onde teremos mais condições de trabalhar para que isso, que acontece todos os anos, não ocorra mais.”

Com a limpeza realizada pela equipe, a intenção é que a captação suba para 600 litros por segundo até às 15h desta terça, mas mesmo com essa situação não causará falta de abastecimento de água nos bairros.