Prefeitura de Rio Branco realiza ação em alusão a Campanha Nacional de Combate à Sífilis

Foi realizado um Pit Stop de Combate à Sífilis, com entrega de panfletos e orientações à população (Foto: Evandro Derze/Assecom)

Um crescimento silencioso da sífilis avança no Brasil e a maioria dos infectados, talvez nem saiba que está transmitindo a bactéria. Por isso, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou na manhã desta sexta-feira (21), um Pit Stop de Combate à Sífilis, na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Palácio Rio Branco, com entrega de panfletos e orientações à população.

A sífilis é uma bactéria transmitida por meio de relações sexuais desprotegidas; sangue ou produtos sanguíneos, como agulhas contaminadas ou transfusão com sangue não testado; da mãe para o filho em qualquer fase da gestação, no momento do parto ou pela amamentação.

Segundo o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde (MS), divulgado em outubro do ano passado, entre 2010 e 2020, o número de casos confirmados de sífilis no Brasil saltou de 3.936 para 115.371 – valor 29 vezes maior. Quando falamos de Rio Branco, o aumento de casos também é bastante expressivo, como explica a responsável pela Área Técnica da Sífilis no município, Aldelice Ferreira.

“Aqui no município de Rio Branco o número de casos vem crescendo a partir de 2018. De 2018 a 2020, foram notificados mais de 4.000 mil casos dessa infecção, são dados que vem nos preocupando bastante”, explicou.

Por ser uma doença silenciosa, por muitas vezes seus sintomas passam despercebidos. A primeira etapa envolve uma ferida indolor na genitália, no reto ou na boca. Após a cura da ferida inicial, a segunda fase é caracterizada por uma irritação na pele. Depois, não há sintomas até a fase final, que pode ocorrer anos mais tarde. Essa fase final pode resultar em danos no cérebro, nervos, olhos ou coração.

Além do Pit Stop, a equipe da Semsa também esteve no segundo piso do Shopping Aquiri realizando o teste rápido para a Sífilis, HIV e Hepatites. Vale ressaltar que a Prefeitura de Rio Branco oferece testes rápidos diários em todas as unidades de saúde.

“Todas as unidades têm disponibilidade dos testes rápido, não tem fila, nem precisa de agendamento é só chegar, fazer o teste e já ter o resultado na hora. É rápido, seguro e gratuito”, disse a coordenadora de Doenças e Agravos de Doenças Sexualmente Transmissíveis de Rio Branco, Francisca Ribeiro.

O servidor público, Sérgio França, parabenizou a Prefeitura de Rio Branco pela ação e ressaltou a importância da entrega de preservativos, pois é o método mais eficaz de evitar a infecção.

“Eu chamaria a população para fazer o teste que é rápido, gratuito e indolor. Porque se por acaso você se contaminou, já fica sabendo. Se não, graças a Deus”, disse.

“Essas campanhas são muito boas para a saúde pública em si, porque muitas vezes as pessoas têm aquele receio besta, mas é algo muito importante para saúde pública e para a pessoa cuidar de si mesmo. É sempre bom fazer de três em três meses”, ressaltou o autônomo, Wermes das Chagas.