Prefeitura de Rio Branco promove ação Rota da Vida facilitando atendimentos básicos do município

População recebeu atendimentos básicos integrando as secretarias de Educação, Saúde e a Fundação Garibaldi Brasil (Evandro Derze/Assecom)

A prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), realizou na manhã desta sexta-feira (23), a “Ação Rota da Vida”, oferecendo diversos atendimentos básicos integrando as secretarias de Educação, Saúde e a Fundação Garibaldi Brasil (FGB) com cultura, esporte e lazer.

O prefeito de Rio Branco Tião Bocalom afirmou que esta é uma ação social muito importante, onde misturam-se saúde e assistência social.

“Sabemos que as famílias mais vulneráveis, aquelas que não conseguem ter uma renda para se sustentar, muitas vezes passam necessidades. Nossa função como prefeitura é ajudar essas pessoas.”

A secretária da SASDH, Marfisa Galvão, disse que no Acre o índice de pessoas em estado de vulnerabilidade é alto e que ações como essa são indispensáveis.

“Precisamos atuar em conjunto com outras secretarias, principalmente na educação e na saúde para que a gente possa acelerar esse processo de atendimento e diminuir esse índice.”

Cerca de 50 funcionários fazem parte da Ação, que será realizada também nos demais Centros de Referência de Assistência Social do município.

A coordenadora do Cadastro Único e do Programa Auxílio Brasil, Lunaira Melo, explicou que estão oferecendo os serviços que o Cras já oferece, como os atendimento social, ao idoso e o psicológico.

“Também estamos cumprindo as condicionalidades do Programa do Auxílio Brasil, trazendo, pela da secretaria municipal de Educação, a frequência escolar e também a busca ativa. Temos também a parceria da secretaria de Saúde com vacinas, pesagem e altura das crianças.”

Echelly Dias, buscou o Cras para fazer um cadastro de auxílio e aproveitou para manter a imunização contra a covid-19 em dia.

“É sempre bom se imunizar, eu estava precisando já. Questão de saúde mesmo”.

Marfisa afirmou que a comunidade do bairro aderiu bem à proposta.

“A população gostou e está sendo atendida. Esse é o resultado que a gente vê de uma boa gestão, com transparência, economizando e aplicando o dinheiro bem, a gente consegue chegar nas pessoas que mais precisam”, concluiu.