Prefeito de Rio Branco verifica situação das Estações de Tratamento de Esgoto e pretende tratar mais de 40% do esgoto da capital

Até o final de 2023 as ETEs estarão operando efetivamente (Foto: Val Fernandes/Assecom)

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, acompanhado do diretor-presidente do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb), Enoque Pereira, visitou, na manhã desta sexta-feira (23), as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) da cidade, com o objetivo de anunciar a reativação da ETE da Conquista e a otimização da ETE do São Francisco.

Durante a visita na ETE Conquista, atualmente desativada, o prefeito pode constatar a situação da Estação, que tem capacidade de tratar aproximadamente 60 litros por segundo e garantiu sua reativação.

prefeito Tião Bocalom pode constatar a situação das Estações de Tratamento de Esgoto (Foto: Val Fernandes/Assecom)

Já na ETE São Francisco, Tião Bocalom foi informado de que ela consegue fazer o tratamento de cerca de 250 litros de esgoto por segundo, mas que não está funcionando em sua totalidade. Por isso, a equipe do Saerb está comprometida para, até o final de 2023, colocar as ETEs operando efetivamente e, assim, o município ter o tratamento de mais de 40% de esgoto.

“Nós estivemos na ETE Conquista e viemos aqui para a São Francisco, que é grande. É uma estação de última geração, onde a capacidade é de aproximadamente 250 litros por segundo. Juntando as duas, temos mais de 300 litros por segundo, que daria para tratar alguma coisa em torno de 40% do esgoto de Rio Branco”, explicou o prefeito.

O diretor-presidente do Saerb ressaltou que o prefeito tem o compromisso de reativar todas as elevatórias e recuperar a ETE da Conquista e garantiu que a Capital sairá de 2% de esgoto tratado e alcaçará 40%.

Além disso, Enoque explicou como está a terceira ETE do município, conhecida como ETE Redenção, que nunca chegou a ser ativada.

“A ETE Redenção foi feita em 2012, mas nunca foi operada. O Estado já licitou e vai colocá-la para funcionar. Após isso, será passada para o município operacionalizar. Com todas essas três ETEs funcionando, teremos mais de 70% do esgoto tratado, isso nós queremos fazer até o final da gestão do prefeito Tião Bocalom”, ressaltou.