Prefeitura de Rio Branco garante abastecimento d’água mesmo com seca do Rio Acre e quebra de adutoras

Motores de 50 cavalos de baixa rotação foram substituídos por motores de 100 cavalos (Foto: Val Fernandes/Assecom)

Não bastasse a seca do Rio Acre, que nessa sexta-feira (2), estava com o nível abaixo de um metro e meio, dificultando a captação da água, a Prefeitura de Rio Branco enfrenta, também, um novo problema.

Somente essa semana, duas adutoras de 400 milímetros se romperam. Uma delas na quarta-feira (31), na BR 364, em frente a Uninorte e outra na manhã dessa sexta-feira, (02), na Rua Presidente Médici, no bairro Comara. Essa última é responsável pelo abastecimento de todo o Segundo Distrito da capital.

A equipe do Saerb, responsável pelo combate ao vazamento e ao desperdício de água, começou logo pela manhã o reparo da adutora. O diretor técnico do Saerb, Antônio Lima, afirmou que a  previsão é que até o final da tarde o abastecimento voltaria ao normal.

“Nós já estamos concluído o serviço de manutenção. A gente vai religar o sistema e o abastecimento continua normal”, informou.

Na parte alta da cidade, no Reservatório das Placas, dois motores de 50 cavalos de baixa rotação, foram substituídos por motores de 100 cavalos. Vale ressaltar que cada motor tem capacidade de bombear 123 litros d’água por segundo.

Francisco Carmo, coordenador de abastecimento d’água, garantiu que, até segunda-feira (5), todos os problemas da parte alta da cidade serão sanados.

“Onde é abastecido pelo sistema Custódio, que são: Montanhês, Jorge Lavocart, Defesa Civil, Custódio Freire e Irineu Serra será resolvido”, concluiu.