Prefeitura de Rio Branco vai intensificar campanha de imunização contra a paralisia infantil no período noturno esta semana

Mesmo no dia “D” a procura da vacina contra a paralisia infantil foi abaixo do esperado (Foto: Evandro Derze/Assecom)

Com o baixo índice na procura pelos pais ou responsáveis para imunizar os filhos menores de cinco anos contra a poliomielite, doença também conhecida por paralisia infantil, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da secretaria municipal de Saúde (Semsa), vai intensificar ainda mais os esforços da campanha contra a doença, para atingir a meta preconizada pelo Ministério da Saúde, de vacinar 95% do público alvo infantil na capital acreana, um total de 25.757 crianças.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Sheila Andrade, até mesmo no dia “D” de vacinação, realizado no último sábado (20), quando a Prefeitura de Rio Branco, colocou à disposição do público, dez pontos de vacinação, a procura foi muito abaixo do esperado.

“A paralisia Infantil é uma doença que não tem cura e a única arma que temos é a vacina. Mesmo assim, ao que parece, a maioria dos pais ou responsáveis não estão se importando com essa grave doença que pode trazer sequelas pelo resto da vida aos seus filhos. A cobertura vacinal, hoje, na capital, é pouco mais de 53%. São números preocupantes. No mutirão de vacina que realizamos, no sábado, nós esperávamos vacinar em torno de 1.600 crianças e apenas 402 crianças foram imunizadas”, disse preocupada a gestora de saúde.

Para tentar impulsionar ainda mais a campanha contra a poliomielite e levar a vacina para mais perto das pessoas, a Prefeitura de Rio Branco, estrategicamente, vai disponibilizar um mutirão noturno, para aqueles pais ou responsáveis que durante o dia, não têm tempo de levar os filhos a uma unidade de saúde e colocar em dia o esquema vacinal das crianças.

“A partir de quinta-feira (25), até domingo (28), das 18h até às 22h, estaremos com uma tenda montada na Praça da Revolução, em frente da Prefeitura de Rio Branco, ofertando não só as vacinas contra a paralisia infantil, mas todas as vacinas do esquema vacinal das crianças, inclusive a vacina contra o coronavírus para os adultos. Lembrando que todas as unidades da atenção básica de Saúde, funcionam de segunda a sábado, das 8h às 16h. Então você papai, mamãe ou responsável, leve o seu filho para se vacinar”, ressaltou a secretária.