Prefeitura de Rio Branco leva vacina contra o coronavírus aos alunos e servidores do Instituto Lourenço Filho

Mais de 400 escolares de tempo integral estavam com esquema vacinal incompleto (Foto: Assecom)

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou na manhã desta terça-feira (16), uma ação de vacinação contra a covid-19 a cerca de 400 adolescentes acima de 12 anos, alunos do Instituto de Educação Lourenço Filho, que cursam o ensino em tempo integral. A maioria estava com o esquema vacinal incompleto.

Além das vacinas contra a covid-19, os alunos também receberam palestras sobre gravidez na adolescência e métodos contraceptivos, ministrados pela coordenadora da Urap Vila Ivonete, Franciana Dantas, e pela enfermeira Sara Jane.

Aos vacinadores e no momento da triagem para vacinação, cada aluno, teve que apresentar um comprovante de autorização dos pais e ou responsáveis, carteira de vacinação e documentos de identificação para serem imunizados.

A estudante do terceiro ano, Maria das Vitórias, de 18 anos, disse que por conta do ensino em tempo integral, estava com a terceira dose de reforço atrasada e essa ação de vacinação dentro da escola foi fundamental para se sentir mais segura e protegida.

“Foi muito bacana, até porque, nós que estudamos em tempo integral não temos muito tempo para ir até uma unidade de saúde se vacinar durante a semana. Essa iniciativa da prefeitura vai garantir que todos nós nos sintamos ainda mais seguros e protegidos”, falou a estudante.

Estudante do terceiro ano, Maria das Vitórias, de 18 anos, disse que essa ação de vacinação dentro da escola foi fundamental para se sentir mais segura e protegida (Foto: Assecom)

Segundo a bibliotecária Edileuza Alencar, do Instituto Educacional, que solicitou as equipes de saúde da prefeitura, a ideia de trazer a vacinação para dentro da escola, surgiu após as aulas serem suspensas por 10 dias no meio do ano passado, quando alguns alunos testaram positivo para a doença.

“Nós percebemos que muitos dos nossos estudantes não haviam, sequer, tomado a primeira dose. E outros que se vacinaram, não haviam tomado a segunda dose e nem as doses de reforço. Para evitar que nossas alunos sejam contaminados e termos que suspender as aulas novamente, tivemos essa ideia de pedir para a Saúde do município vir até aqui e imunizar todo mundo, porque a vacina é a única arma eficaz que temos contra essa doença”, ressaltou a bibliotecária.

Para a coordenadora da Urap Vila Ivonete, Franciana Dantas, esse trabalho de imunização em parceria com as escolas é muito importante para que todos possam ser imunizados e até para que o calendário escolar não seja prejudicado e os alunos contaminados pelo vírus.

“Nós da secretaria municipal de saúde sempre estaremos à disposição e de portas abertas para atender ao público estudantil e outros. Atender bem e levar saúde com dignidade para todos é uma determinação do nosso prefeito Tião Bocalom”, disse Franciana.

Além dos alunos do Instituto de Educação Lourenço Filho, todos os funcionários que estavam com o esquema vacinal pendente, também foram imunizados contra o coronavírus.