Prefeitura de Rio Branco segue com a vacinação de cães e gatos durante a semana em bairro da capital

 

A prefeitura de Rio Branco, por meio do departamento de Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), continua com a vacinação antirrábica de animais domésticos (cães e gatos), nesta segunda-feira (15), desta vez no bairro 6 de agosto.

Os agente vão percorrer as casas do bairro na parte da manhã, das 8h ao meio-dia, até sexta-feira (19). A intenção  é vacinar a maior quantidade de animais possíveis.

Desde janeiro deste ano, quando iniciou a campanha, até a última atualização, já foram vacinados 8.211 animais. Os agentes de controle de zoonoses já percorreram, além da zona rural e ribeirinha, o perímetro urbano da capital.

A raiva mata animais e humanos

Muitos não sabem, mas o vírus da doença é fatal e mata muitos cachorros que não são vacinados. Além de matar, a raiva é contagiosa e pode infectar mamíferos, como gatos, morcegos, gambás e seres humanos, por meio de mordidas e arranhões de cães contaminados com a doença. Quem mora em locais rurais deve ficar ainda mais atento.

A raiva é uma zoonose grave e ataca o sistema nervoso central da pessoa. A vacina é em dose única, então o filhote deve tomar a partir das doze semanas de vida, mas o reforço dela é anual.

Estágios da doença

A raiva canina pode apresentar diversos estágios dentro do organismo do cachorro. A mais comum é a “raiva furiosa”. Alguns dos sintomas que ela pode causar é agressividade (até com quem ele mais ama), medo e demência.

No estágio da “raiva muda”, o cachorro perde o apetite, não consegue mais comer e beber água, saliva bastante e pode ter seus membros paralisados.

A raiva é uma doença que evolui rapidamente no organismo do animal. Ao atingir o sistema nervoso e apresentar outros sintomas severos, o cachorro pode morrer em poucos dias.