Prefeitura de Rio Branco faz campanha de vacinação contra poliomielite e multivacinas para aumentar a cobertura contra doenças variadas

Socorro: “Existe uma preocupação muito forte da reintrodução desse vírus no nosso país, até porque há mais de cinco anos nós temos coberturas muito baixas” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

A campanha, lançada pelo Ministério da Saúde vai até o dia 9 de setembro e objetiva a atualização da caderneta vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos. A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) disponibiliza a vacina contra a poliomielite e outras vacinas necessárias para complementar o calendário vacinal.

Socorro Martins, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, explica que crianças menores de 5 anos, mesmo quem já fez primeira, segunda e terceira dose, precisa retornar à unidade de saúde para fazer uma dose extra vacina contra a poliomielite.

“Existe uma preocupação muito forte da reintrodução desse vírus no nosso país, até porque há mais de cinco anos nós temos coberturas muito baixas. Então, isso abre a possibilidade de retornar o vírus”.

Ainda segundo a coordenadora, a meta mínima é vacinar 95% do grupo alvo.

“Nós temos mais de 30 mil crianças menores de 5 anos para serem vacinadas. Este ano a nossa cobertura está em torno de 40%, quando o Ministério preconiza 95% das crianças vacinadas, então, nós temos uma defasagem muito grande”.

O dia “D” da campanha será 20 de agosto, com todas as vacinas disponíveis em cerca de 45 Unidades de Saúde, por isso Socorro Martins deixa o recado.

“Os pais devem comparecer às unidades com a caderneta de vacinação da criança e do adolescente em mãos. Mesmo quem já tem essas vacinas em dia deve retornar à Unidade de Saúde para se vacinar. Os pais não devem perder essa oportunidade”.,

A ausência da Caderneta de Vacinação não é um impeditivo para se vacinar. A orientação para quem perdeu o documento é procurar o posto de saúde, onde as vacinas foram aplicadas, para resgatar o histórico de imunização e fazer a segunda via.

Sobre a Poliomielite

A poliomielite, também chamada de paralisia infantil,  é uma doença contagiosa aguda, causada por um vírus, que pode infectar crianças e adultos. A doença ataca o sistema neurológico afetando o corpo inteiro e pode causar paralisia nos membros inferiores. A vacinação é a única forma de prevenção da doença.

Para a campanha contra a poliomielite, o grupo-alvo são as crianças menores de cinco anos de idade, totalizando mais de 14.3 milhões de pessoas, sendo que as crianças menores de 1 ano deverão ser vacinadas conforme a situação vacinal encontrada para esquema primário. As crianças de 1 a 4 anos deverão ser vacinadas indiscriminadamente com a Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico.