Prefeitura de Rio Branco atua na garantia de Direito à Pessoa Idosa

 Prefeitura Municipal de Rio Branco tem trabalhado ações voltadas ao idoso (Foto: Assecom)

A Prefeitura Municipal de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) realiza ações e articulação para a garantia de direitos às pessoas Idosas.

No mês de junho é trabalhado com mais intensidade a conscientização da sociedade para combater a violência contra a pessoa idosa. A maior parte dessas violações ocorrem dentro de suas próprias casas, no seio de sua família, ocasionada por pessoas muito próximas como filhos, cônjuge, netos ou cuidadores domiciliares.

Saber reconhecer os sinais deste tipo de violência ou até mesmo tomar uma ação de denunciar o agressor, às vezes, pode ser um grande desafio para a família e para o próprio idoso, pois envolve situações de conflitos de interdependência.

Saiba quais os tipos de violência contra a pessoa idosa
• Violência Física;
• Violência Psicológica;
• Negligência;
• Violência Institucional;
• Abuso financeiro;
• Violência patrimonial;
• Violência sexual;
• Discriminação.

Saiba porque tantos casos não são denunciados
Porque existe a questão da dependência de outras pessoas, vergonha ou medo da vítima em apresentar queixa, desconhecimento de que essas práticas constituem crime e que os seus autores podem ser punidos severamente, delegação de competência a outras pessoas a gestão dos seus rendimentos e da sua pessoa, não tomando as precauções necessárias, entre outras razões.

É no viés da Proteção, Promoção e fortalecimento dos direitos e cuidados com a Pessoa Idosa que a Prefeitura Municipal de Rio Branco tem trabalhado ações voltadas ao idoso como reativação do Conselho do Idoso, Campanhas de Conscientização, entretenimento, acompanhamento, como também articulações para atendimento e acolhimento.

Essas ações são realizadas pelo Centro do Idoso, CREAS, CRAS e equipe de Direitos Humanos da SASDH.

Segundo a diretora de Direitos Humanos Rila Freze, para denunciar casos de violência contra idosos, qualquer pessoa pode telefonar para o disque 100. As ligações podem ser feitas por meio de discagem gratuita, por telefone fixo ou móvel (celular). O serviço é prestado 24 h, inclusive nos finais de semana e feriados. Não precisa se identificar, o sigilo é absoluto. Também pode procurar a diretoria de Direitos Humanos da SASDH que a equipe estará dando as orientações e fazendo os encaminhamentos necessários.