Prefeitura de Rio Branco suspende aulas devido aumento de casos de síndrome gripal em crianças

Aulas na rede municipal de ensino estão suspensas por um período inicial de uma semana, podendo se estender, caso seja necessário (Foto: Evandro Derze/Assecom)

 

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, acompanhado da secretária Municipal de Educação (Seme), Nabiha Bestene, e da coordenadora Municipal de Vigilância Epidemiológica, Socorro Martins, concedeu coletiva, na manhã desta sexta-feira, 10, no auditório da prefeitura, para anunciar a suspenção das aulas na Rede Municipal de Ensino, por um período inicial de uma semana, podendo se estender, caso seja necessário.

O prefeito explicou o motivo da suspenção. “Como a semana que vem teríamos apenas dois dias de aula (em decorrência dos feriados), nós resolvemos, ouvindo o pessoal da Secretaria, diante do que está acontecendo, e ouvindo, também, médicos da área, suspender inicialmente por uma semana, as aulas na rede municipal de ensino, devido o aumento dos casos de síndrome gripal, em Rio Branco, em especial nas crianças”.

“Diante do aumento do número de casos, à procura das Unidades, os pais levando seus filhos com essa síndrome respiratória e verificando que a maioria dessas crianças está nessa faixa etária, que estão nas creches, então, a prudência é suspender um pouquinho neste momento, para retornar com mais segurança”, salientou Socorro Martins, coordenadora de Vigilância Epidemiológica.

O médico infectologista, Eduardo Farias, elogiou a atitude da prefeitura. “Uma atitude positiva. E volto a dizer, nós não estamos advogando a parada da economia, de forma nenhuma. Nós queremos proteger as faixas etárias que são mais vulneráveis, crianças menores de 5 anos e idosos também”, finalizou.