Prefeitura de Rio Branco revitaliza faixas e sinalizações nas ruas da Capital

Todos os dias a RBTrans revitaliza sinalizações horizontal e vertical em vários pontos da cidade (Foto: Assecom)

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Superintendência de Transportes e Trânsito (RBTrans), vem fazendo, desde o mês de maio, trabalhos de revitalização das sinalizações vertical e horizontal nas principais avenidas da Capital, e na última segunda-feira, 30, iniciou com uma atenção especial na sinalização específica para deficientes e idosos.

A revitalização das faixas de pedestres faz parte de programação constante da RBTrans e normalmente são iniciadas pela região central, seguindo para os extremos da cidade pelas vias de grande fluxo como a Av. Getúlio Vargas, Av. Ceará, dentre outras.

O objetivo da ação é manter a regulamentação de áreas de travessia, afim de evitar que os pedestres se arrisquem em outros locais.

Segundo o diretor de trânsito João Marcos Luz, os serviços de sinalização viária vertical, que são as placas de advertências, são realizados durante o dia. Já o horizontal é executado à noite por vários motivos, dentre eles destaca-se o menor fluxo de veículos, com isso as interdições necessárias para a execução da pintura não atrapalham o trânsito, a segurança dos colaboradores e possibilita que a equipe tenha condições de esperar que a tinta seque, tendo em vista o menor fluxo de veículos.

Até o momento foram revitalizadas um total de 42 faixas nas vias:

  • Acessos da Rodoviária Internacional;
  • Av. Getúlio Vargas;
  • Rua Rui Barbosa;
  • Av. Brasil;
  • Rua Benjamin Constant;
  • Av. Ceará;
  • Rua Uirapuru;
  • Rua Epaminondas Jácome;
  • Rua 24 de janeiro;
  • Rua Marechal Deodoro;
  • Rua 06 de Agosto;
  • Rua Floriano Peixoto;
  • Rua Arlindo Porto Leal;
  • Av. Nações Unidas;
  • Via Parque;
  • Rua Isaura Parente;
  • Rua Custódio Freire;
  • Rua Dom Bosco;
  • Rua Cel José Galdino;
  • Rua Milton Matos;
  • Rua São Januário;
  • Rua Henrique Dias;
  • Rua da Alegria;
  • Rua Gouwasser Santos;
  • Tv. Camboriú;
  • Rua Quintino Bocaiúva.

As revitalizações de idosos e deficientes são as seguintes:

  • Rua Marechal Deodoro – 1 vaga para idoso e 1 para deficiente;
  • Rua Quintino Bocaiúva – 2 vaga para idoso e 2 para deficiente;
  • Av. Brasil – 3 vagas para idoso e 2 para deficiente;
  • Rua Rui Barbosa – 1 vaga para idoso e 1 para deficiente;
  • Av. Getúlio Vargas – 2 vagas para idoso e 4 para deficiente;
  • Rua Arlindo Porto Leal – 5 vagas para idoso e 2 para deficiente;
  • Rua Benjamin Constant – 5 vagas para idoso e 5 para deficiente;
  • Rua Floriano Peixoto – 2 vagas para idoso e 1 para deficiente;
  • Rua Epaminondas Jácome – 1 vaga para idoso e 4 para deficiente;
  • Av. Nações Unidas – 7 vagas para idoso e 4 para deficiente;
  • Tv. da Catedral – 2 vagas para idoso e 2 para deficiente;
  • Rua 24 de Janeiro – 1 vagas para idoso e 2 para deficiente.

Segundo o diretor, as vagas de idosos e deficientes são obrigação por lei nas vias públicas, e no momento está sendo realizado apenas as revitalizações, não foi implantada nenhuma nova.

“Até o momento foram revitalizadas 62 vagas. Esse serviço ainda seguirá pela região do Bosque e Estação Experimental. Após isso, seguiremos para outras áreas da cidade. Somente realizamos os serviços em vias públicas, em condições normais de estoque. Esse trabalho de revitalização é feito duas vezes por ano”, explicou João.