Professor da rede municipal de ensino diz não ter sentido manutenção da greve da educação

Edileudo Rocha: “Não tem sentido a manutenção da greve” (Foto: Felipe Freire/Assecom)

O professor de matemática da Rede Municipal de Ensino, Edileudo Rocha, que é sindicalizado no Sindicato dos Professores do Acre (Sinproacre), comentou, nesta terça-feira,19, sobre a greve dos trabalhadores da Educação de Rio Branco. De acordo com ele, a prefeitura de Rio Branco já fez todo o possível para atender as solicitações da categoria e não tem sentido a manutenção da greve, tampouco a radicalização por parte de alguns membros do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre (Sinteac).

“Na concepção da diretoria do Sinproacre o que está faltando é bom senso porque o acordo já foi fechado. Isso já foi consolidado. Portanto não há sentido dos professores manterem a greve”, informou Edileudo.

O Assessor Especial de Articulação Institucional, Helder Paiva, reforçou que o reajuste concedido pela gestão do prefeito Bocalom, a todos os servidores municipais, é o maior da história.

“Na história da prefeitura de Rio Branco, isso nunca aconteceu. Isso por decisão do prefeito Tião Bocalom que quer ver os servidores municipais trabalhando satisfeitos. Não tenho dúvidas de que a Câmara Municipal irá aprovar essa proposta de reajuste”, explicou o Assessor.