Rio Branco é referência nacional no combate à dengue

Agentes vão de casa em casa verificar e orientar moradores (Foto: Assecom)

A Gestão Bocalom é referência nacional no combate à dengue. É isso que mostra o boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. Nos primeiros meses de 2022, graças aos mutirões de limpeza nos bairros de Rio Branco, realizados pela Secretaria Municipal de Cuidados com a Cidade (SMCCI), em conjunto com as ações de prevenção e conscientização da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), os números de casos registraram uma queda em cerca de 90%.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica do Município, Socorro Martins, explicou que este ano, de janeiro até 9 de abril, o município registrou 83 casos de dengue. Em 2021, no mesmo período, a capital acreana registrou 5.079 casos de dengue. Já em 2020, Rio Branco registrou 452 casos. “É um motivo para ser comemorado pela gestão, estamos muito felizes, pois no ano passado passamos por uma epidemia nesse período, casos graves, e naquele momento intensificamos as ações, as visitas, mudamos o larvicida. Várias ações juntas que levaram a essa baixa de casos e também o envolvimento da população, que ouviu e colocaram em prática o que foi ensinado”, comemorou Socorro Martins.

Socorro: “A ajuda da população é fundamental” (Foto: Evandro Derze)

Socorro Martins ressalta ainda que a população deve manter os cuidados para evitar a circulação do mosquito. “Nós não estamos ainda livres da dengue, só este ano tivemos 83 casos, isso indica que tem a circulação. O que nós precisamos fazer é evitar que esse mosquito nasça. Para evitar o nascimento, precisamos fechar bem a nossa caixa d’água, evitar os utensílios que acumulem água, eles podem ser um criadouro, a população deve tirar 10 minutos do seu dia para fazer um limpa no quintal, que vai impedir essa população de mosquito, evitando que possamos voltar a ter números crescentes da dengue”, completou a coordenadora.