Prefeitura de Rio Branco visita Colégio e Creche Rei Davi para usar como modelo nas creches municipais

Prefeito conhece as instalações do local (Foto: Evandro Derze/ Assecom)

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, sempre foi um entusiasta da educação. Desde que era prefeito em Acrelândia, o gestor criou, na época, a maior creche pública do Estado do Acre, em que possuía vagas para crianças de 0 a 6 anos. Agora, com mandato em Rio Branco, o prefeito pode fazer o mesmo pela capital acreana, construindo novas creches e ampliando o número de vagas na educação infantil para atender as crianças do município.

Nesta quinta-feira, 7, o prefeito, acompanhado da secretária Municipal de Educação (Seme), Nabiha Bestene, visitou o Colégio e a Creche Rei Davi, que ficam no bairro Vila Ivonete. Os locais oferecem um serviço de excelência para as crianças, e devem servir de modelo para as construções das creches em Rio Branco.

Tião Bocalom, ao assumir a Prefeitura de Rio Branco, observou um déficit muito grande de crianças fora das creches, devido a falta de vagas, principalmente para as de 0 a 2 anos e pretende construir, até o final do mandato, 8 creches na capital, ampliando a oferta em torno de 2.500 vagas.

Cássia Marçal, proprietária da creche, explicou que o colégio possui atualmente 385 alunos. “Fico com pena dos pais porque não temos mais vagas. A família toda do colégio Rei Davi está honrada por ser um modelo para as futuras creches da Prefeitura”, disse a proprietária.

Nabiha Bestene ressaltou sobre as instalações da creche que devem servir de modelo na construção das creches municipais. “Nós viemos visitar para olharmos e pensarmos em até mesmo na expansão da nossa rede, primeiro construindo as creches, que sabemos que é um déficit muito grande das crianças que não estão nas creches, e estamos estudando essa possibilidade de fazer um fomento. Para ver, inclusive o berçário, que é ideia do prefeito Tião Bocalom colocar nas nossas creches”, explicou a secretária.

De acordo com o prefeito Tião Bocalom, um dos principais objetivos da gestão é levar dignidade e qualidade na educação para todos os rio-branquenses. Segundo ele o projeto da prefeitura, até o fim do mandato, é construir pelo menos 8 creches, para aumentar a oferta de vagas na capital.

“Aqui em Rio Branco, fiquei surpreso quando assumi a gestão, que não tem vaga para criança de 0 a 2 anos, apenas para crianças acima de 2 anos. Fiquei muito triste com isso. Estamos visitando essa creche particular, que oferece tratamento de primeiro mundo para as crianças, e é isso que queremos fazer nas nossas creches. As mães e as crianças merecem. Com recursos próprios, esse ano e ano que vem, vamos construir 4 creches”, concluiu o prefeito.