Equipe de Saúde de Rio Branco realiza campanha de Combate a Tuberculose

Semsa abre campanha de prevenção à Tuberculose em Rio Branco (Foto: Assecom)

A prefeitura de Rio Branco, por meio da secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou nesta quinta-feira, 24, em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, a abertura da campanha para diagnóstico, tratamento e prevenção da Tuberculose.

A tuberculose é uma doença infecciosa causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. A transmissão acontece por via respiratória, pela eliminação de aerossóis produzidos pela tosse, fala ou espirro de uma pessoa com a doença ativa sem tratamento.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS),  a Tuberculose mata todos os dias mais de 4 mil pessoas no mundo e cerca de 30 mil adoecem com esta doença evitável e curável. Nas Américas, todos os dias morrem mais de 70 pessoas e cerca de 800 adoecem. Estima-se que, em 2020, haviam 18,3 mil crianças com TB nas Américas, metade delas com menos de cinco anos. No Brasil, são notificados cerca de 70 mil novos casos da doença a cada ano, e aproximadamente 4,5 mil óbitos. Com a chegada da pandemia, a eliminação da TB como problema de saúde pública mundial se tornou ainda mais distante, em função da redução de 25% no diagnóstico e do aumento de 26% na mortalidade pela doença.

De acordo com o responsável técnico pelo Programa de Controle da Tuberculose do município, Francisco Costa, a campanha deste ano reforça a importância da detecção e do diagnóstico precoce da doença. A vacina BCG previne as formas graves e o teste PPD pode detectar se o indivíduo já teve contato com a bactéria. “O município de Rio Branco concentra 80% dos casos de TB do estado. Por isso, se você tem tosse há mais de três semanas, procure uma unidade de saúde para fazer o teste”, reforçou Costa. 

A abertura da campanha foi realizada no Palácio do Comércio com a certificação de 35 profissionais da saúde das URAPs da capital que estão aptos para a realização do Teste PPD nas unidades de saúde.

A TB tem cura! O diagnóstico e o tratamento são oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS)