Felicidade e emoção marcam a volta às aulas presenciais da Rede Municipal de Ensino

As escolas estão recepcionando os alunos com todos os cuidados necessários (Foto: Felipe Freire)

As mamães fizeram questão de fazer um registro fotográfico. Os filhos, mesmo por trás da máscara de proteção, não conseguiam esconder a emoção. Com plaquinhas nas mãos, a frase no centro delas falava por si só: “Meu Primeiro Dia de Aula”.

“Ele estava sempre perguntando quando iria poder voltar para a escola e finalmente chegou o grande dia. Ele acordou super cedo, se arrumou, quis ir para a aula e está super animado com o retorno das aulas”, contou a autônoma Larissa Mariele, mãe do aluno André Luís, de 4 anos.

Após dois anos sem a presença de alunos nas escolas do município, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), deu início, nesta segunda-feira, 21, ao Ano Letivo 2022 e a retomada das aulas presenciais nas escolas do município.

A funcionária pública Adriana Melo, mãe do aluno Benício Noah, de 5 anos, fez questão de levar o filho no primeiro dia de aula presencial. Segundo Adriana, o filho estava muito feliz e elogiou a organização do município para que as aulas retornassem. “Estou muito feliz por que ele estava a muito tempo sem vir. Ele estava muito ansioso querendo retornar, para aprender a ler. Estamos muito felizes, por que queremos que nossos filhos aprendam. Em casa até tentamos ensinar mas sabemos que na escola é bem melhor”, ressaltou a funcionária pública.

As escolas estão recepcionando os alunos com todos os cuidados necessários. Na Escola Sheyla Maria Mendes Nasserala, no Conjunto Tangará, logo na entrada, é medida a temperatura das crianças, mantendo o distanciamento social, utilizando máscaras de proteção e as mãos são higienizadas com álcool e também água e sabão. A escola possui ao todo 210 alunos, de 4 e 5 anos, divididos entre os turnos da manhã e da tarde.

Segundo Valquírio Firmino, diretor do colégio, a comunidade estava ansiosa para o retorno das aulas e ressaltou que a educação é de suma importância para as crianças. “Decidimos voltar por que vemos o anseio da nossa comunidade, ao ver a alegria das crianças retornando nesse dia, devido também ao prejuízo que já tiveram com a pandemia, toda a nossa equipe entendeu que seria o momento de retornar as aulas, e atender o anseio da comunidade. Com muita responsabilidade estamos retornando no dia de hoje, com o calendário proposto pela secretaria, e toda equipe resolveu seguir o calendário. Entendemos que a educação é feita através da escola e que as crianças devem ser atendidas”, disse o diretor.

A secretária Municipal de Educação, Nabiha Bestene, destacou que as negociações com os sindicatos da educação continuam, mesmo com o retorno das aulas. Segundo Nabiha, é essencial que as aulas retornem, pois, a educação leva qualidade de vida e dignidade a toda população. “O ano letivo está aí, vamos começar, temos orientações nesse sentido. Eu espero que toque o coração dos nossos professores e educadores, por que as negociações não acabaram ainda, continuam. O que os pais mais querem é que é que os filhos voltem para escola. Além da escola, o saber elaborado que só ela pode transmitir, nós temos a merenda para os alunos, a socialização com os colegas, o retorno que há tanto tempo a pandemia distanciou, e que hoje queremos abraçar, voltar com muito amor, carinho e estudo”, ressaltou a secretária.