Prefeitura de Rio Branco apoia primeiro Fórum Municipal de Esporte e Lazer 2022

O prefeito de Rio branco, Tião Bocalom, sempre foi um apoiador do esporte. A gestão acredita que a área esportiva contribui para a inclusão social de crianças e jovens, evitando assim, que eles caiam na marginalidade.

Na tarde de terça-feira, 16, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB) e Conselho Municipal de Esporte e Lazer de Rio Branco (COMEL) realizou, no prédio do antigo Sebrae, o 1º Fórum Municipal de Esporte e Lazer 2022.

Desde 2014 não havia edital para o esporte e a gestão Bocalom, ao assumir a Prefeitura, além de publicar novamente os editais, este ano de 2022 dobrou o valor da verba destinada ao fundo do esporte e lazer do município, saindo de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) e chegando ao valor de R$ 1.000.000,00 (um milhão de reais). Através do fundo municipal, é prestado apoio institucional as mais diversas modalidades esportivas praticadas na capital alcançando inúmeros rio-branquenses que não tinham acesso ao esporte.

O diretor de Esporte e Lazer da FGB, Edson Maria, explicou o que foi discutido no evento. “O 1º Fórum de Esporte e Lazer de 2022 vai fazer as deliberações do que vamos fazer com esse dinheiro. De que forma vamos usar esse recurso financeiro. As entidades, dentro das câmaras setoriais, já colocaram suas propostas, e aqui vamos fazer a votação dessas propostas para, quando finalizar o encontro, a gente partir para o edital e tudo que for deliberado aqui estará dentro do edital para que seja cumprido dentro da legalidade”, explicou o diretor.

Edson Maria ressaltou ainda a importância de ter um Fórum Municipal para o Esporte e o Lazer. “É uma forma de incentivar a iniciação esportiva. Esse recurso é quase 100% direcionado às pessoas que fazem esporte e não tem recursos. Eles buscam esses recursos exatamente para poder proporcionar as crianças, adolescentes, adultos e idosos, a oportunidade de fazer parte da inclusão social, que é o mais importante”, explicou Edson Maria.

O professor de educação física, Bismarck Moura, tem um Projeto para Grupos Especiais da Terceira Idade. Esse projeto foi aprovado no edital do ano passado e, graças ao fórum, pode realizar o sonho de levar qualidade de vida aos idosos. “ É um projeto voltado para terceira idade, para grupos especiais. Quando pensei nesse projeto, vi que as pessoas que tanto precisam da gente, precisam de um retorno. Conforme passa o tempo, diminui a funcionalidade, diminuindo isto, fica de escanteio da sociedade. Essas pessoas sentem muito essa carência. Eu acho que é fundamental, pois quando fazemos algo que gostamos e tem um patrocínio em cima, um fundo de garantia, a probabilidade é que o trabalho se torne melhor ainda”, ressaltou o professor de educação física.