Com estoque de produtos químicos Prefeitura garante abastecimento regular de água na capital

Dois caminhões-tanques com mais de 47m³ de Policloreto de Alumínio (PAC), produto químico utilizado para o processo de clarificação da água que chega nas casas dos usuários, na capital acreana, descarregaram nesta quarta-feira, 16, nas ETAS l e ll do Saerb – Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco.

A Prefeitura ampliou o estoque de insumos para assegurar o abastecimento de água tratada no município que, avança rumo ao fornecimento 24 horas por dia. Conforme o presidente do Saerb, Edvaldo Fortes, a orientação do prefeito Tião Bocalom é proporcionar a todos o acesso ao saneamento básico com qualidade e equidade.

Aroldo Macário, químico coordenador das ETAS, observa que as duas unidades filtrantes, do Saerb estão operando com 84 milhões de litros de captação, dia. A autarquia possui laboratórios que permitem ofertar água de qualidade e segue normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

“Os cinco processos de tratamento de água que fazemos aqui é altamente confiável. Essa água clarificada passa por um processo de filtração, semelhante a um coador de café, a água entra por cima e sai por baixo retirando todo o material indesejável, evitando contaminação no nosso tanque de contato”, observa Aroldo Macário.

O departamento de engenharia da autarquia trabalha para fortalecer o sistema e atualmente, não há dificuldades em suprir a demanda de água tratada. Toda operação de distribuição é informada à Central de Controle Operacional (CCO), de hora em hora, que age de forma preventiva para evitar problemas na distribuição.

“Qualquer alteração no sistema a gente encaminha para quem é de competência para as providencias. Se tiver um problema elétrico já sabemos para quem encaminhar, quebrou uma rede, a mesma coisa. Os dados são coletados de hora em hora, assim temos uma noção exata do problema e a melhora agilidade na resposta”, pontuou Marcos Antônio, coordenador da CCO.

Rafael de Souza Moretti é um dos químicos do Saerb e atua na ETA ll. Ele explica que o Rio Acre de onde as ETAS captam a água que abastece Rio Branco é um manancial de água barrenta, e isso demanda uma maior quantidade de produtos químicos, mas apesar de sua turbidez, o Saerb entrega ao consumidor um produto de excelente qualidade para consumo humano.

“A água chega aqui na estação de tratamento com uma turbidez elevada, a gente faz um adicionamento de um produto químico chamado Policloreto de Alumínio e esse produto, na verdade, vai fazer uma reação química onde vai retirar as impurezas. Na próxima etapa do tratamento a gente a base de decantação, ou seja, toda a impureza é retirada, a água é clarificada, pronta para consumo humano”, ponderou Moretti.

A bióloga Adriana Evangelista da Luz, ratifica as explicações de seu colega. “No setor de controle de qualidade, verificamos a característica da água, tanto a que chega na estação de tratamento, quanto a que chega na casa do usuário. Essa é a nossa missão, garantir uma água de qualidade na casa do cidadão”, disse Adriana.

Os servidores do Saerb trabalham 24 horas por dia para garantir água tratada para a população de Rio Branco.