Prefeito cobra do Sindicol a entrega dos sacolões completos aos funcionários das empresas de transporte coletivo

Na manhã deste sábado, dia 5 de fevereiro, o prefeito Tião Bocalom participou do ato de entrega de sacolões, na garagem da concessionária São Judas Tadeu, que está sob intervenção do município, onde conversou com os trabalhadores e exigiu do Sindicol a imediata entrega dos alimentos a todos.

O prefeito cobrou do Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos do Acre (Sindical), a entrega dos sacolões completos aos trabalhadores do transporte coletivo da cidade de Rio Branco e prometeu fiscalização rígida do Município, junto às empresas prestadoras do serviço na capital para garantir o cumprimento dos demais direitos dos trabalhadores.

Os sacolões foram entregues a todos os trabalhadores da categoria (Foto: Evandro Derze/ Dircom

Randerson da Silva Braña, que esteve na ação e é interventor do Sindicol nomeado pela Prefeitura, lembrou se tratar de um direito adquirido pelos trabalhadores, que precisa ser respeitado.

“O que está acontecendo aqui, hoje, é algo que deveria acontecer todos os meses regularmente porque isso é um direito do trabalhador. Receber a cesta básica é um desses direitos que vinha sendo negligenciado. Estamos corrigindo”, disse.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte de Passageiros e Cargas do Estado do Acre (Sinttipac), Francisco Marinho, ressaltou que todas as medidas que estão sendo adotadas durante o período de intervenção do Município, priorizam a coletividade, com foco na proteção aos trabalhadores.

“Tudo que o prefeito falou hoje aqui sobre os direitos dos trabalhadores como cesta básica, por exemplo, a gente está vendo que as coisas estão melhorando. Tem toda uma equipe trabalhando para avançar com as melhorias e, isso, passa a ser uma luta de todos”, pontuou Marinho.

Sob a supervisão da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (RBTrans), o interventor do Sindicol, Randerson Braña, acompanhou a entrega dos sacolões aos trabalhadores da Empresa São Judas Tadeu, feita de forma integral. A medida agradou os colaboradores beneficiados.

“Na minha casa esse sacolão dá para o mês todo, só preciso completar o pó de café”, comemorou o motorista Raimundo Damião.

“Nosso pagamento está ocorrendo de forma antecipada com diárias pagas todos os dias. O sacolão veio para ajudar, tudo vai dar certo”, disse o também motorista Edson Alves.

O prefeito Tião Bocalom disse que este é um novo momento. Um novo ciclo no qual, a prefeitura, por meio da RBTrans, está adotando todas as medidas cabíveis para garantir transporte de qualidade à população rio-branquense e proteção aos direitos dos trabalhadores, que, em sua visão, são verdadeiros heróis.

“Nossa equipe está tomando todos os cuidados para que os direitos trabalhistas dessas pessoas sejam atendidos e respeitados. A questão do sacolão há dois anos, eles, estavam recebendo de forma inconstante e incompletos. Vim aqui para prestigiar esses trabalhadores e toda a equipe que se empenhou. Durante o tempo que a Prefeitura estiver cuidando do sistema, através da RBTrans, nós vamos fazer justiça aqueles que foram injustiçados durante tanto tempo”, ponderou Bocalom.