Prefeitura promove capacitação para implantação do projeto Hortas e Fazendinhas nas escolas

A Prefeitura de Rio Branco por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), promoveu nesta sexta-feira, 7, o início do Projeto Hortas e Fazendinhas nas escolas que será lançado na segunda-feira, 10.

A escola Chrizarubina Leitão, de ensino infantil foi a escolhida para a inserção do projeto inicial, que contou com uma capacitação realizada por alunos da Universidade Federal do Acre (UFAC), que são estagiários na divisão de alimentação escolar da Seme, o minicurso foi oferecido para merendeiras, professores, funcionários e tem como objetivo a criação de uma horta nas escolas, com o plantio de mudas de verduras, frutas e legumes.

A criação e manutenção da horta utiliza a participação dos alunos, professores e funcionários que além de promover uma alimentação mais saudável também desperta o interesse dos pais para o desenvolvimento da horta em casa ou até criar um pequeno negócio.

O diretor de Economia Solidária da Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico (Safra), Fernando Guedes representou o secretário Eracides Caetano de Souza no treinamento, e declarou o quanto é gratificante e importante esse projeto nas escolas tanto para a comunidade escolar quanto para a comunidade externa. O diretor também destaca o interesse de outros municípios no projeto.

“É gratificante fazer parte da gestão do prefeito Tião Bocalom. Nós percebemos o empenho da equipe da Safra, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) e SEME, juntos em um só propósito que é cuidar das crianças, buscar oferecer uma educação saudável, em uma política voltada para a saúde alimentar”, informou o diretor que acrescentou: “Eu acredito muito que esse projeto Hortas e Fazendinhas nas escolas, não só será implantado em Rio Branco, como já há alguns pedidos de secretários e vereadores de outros municípios do estado, querendo uma capacitação e ajuda para implantar o projeto nas escolas”, finalizou Fernando.

A diretora da escola piloto do projeto, Rosilda Moreira Lira, destacou a importância do trabalho que já vem sendo realizado na escola há muitos anos, além do incentivo para às famílias que começaram a produzir hortas em casa como também os próprios funcionários da escola e até a obter uma renda extra.

“Eu e toda a minha equipe estamos muito felizes por estar sendo a escola piloto desse projeto, que nós já viemos desenvolvendo desde 2014.  Na época fizemos o projeto da horta e desde então nós não paramos. Nós ficamos muito felizes porque sabemos que muitas crianças e a comunidade serão atendidas com esse projeto que incrementa a merenda escolar e ajuda a construção de hábitos alimentares saudáveis”, disse a diretora.

A coordenadora do projeto Hortas e Fazendas, Marilu Aguilar Fernandes, falou sobre a capacitação e o percurso da escola para criação do projeto, além dos cuidados com os alimentos. “Trata-se de um minicurso de capacitação para as merendeiras, funcionários e professores, sobre a alimentação, nutrição, manipulação e conservação de alimentos. Este trabalho foi feito depois de um diagnóstico e uma interação com a comunidade escolar para detectar os problemas de saúde presentes, os hábitos alimentares, a cultura alimentar e por fim o curso de capacitação que busca conscientizar, fazer um ótimo trabalho, depois de ter feito uma conscientização para todo mundo se envolver”, afirmou a coordenadora.

A nutricionista, Daiane Martins, representou a Seme e falou sobre os cuidados necessários com os alimentos como também as consequências de alimentos mal higienizados como a Atrofia dos músculos, diarreia, vômito, podendo até levar a morte.

“Nós devemos ter certos cuidados com os alimentos. Eles chegam para nós de uma forma e a gente pode estar acumulando impurezas nele, devido a forma de manuseá-lo. Às vezes a caixa de transporte não é própria e acaba se tornando um meio de infecção. Outra forma de contágio é na nossa cozinha. Uma das formas de prevenção é higienizar os alimentos e fazer a nossa limpeza pessoal e do ambiente também”, reiterou a nutricionista.

Na segunda-feira, 10, acontecerá o evento de lançamento do projeto Hortas e Fazendas nas escolas, a partir das 9 horas da manhã, com a presença do prefeito Tião Bocalom, da senadora Mailza Gomes, o secretário da Safra, Eracides Caetano de Souza responsável pelo projeto, e contará também com a participação dos alunos. No momento acontecerá a implantação do projeto na prática, em que cada criança levará uma muda de alface no potinho para casa, e retornará na volta as aulas, em que a horta terá estrutura para receber essas mudas.