Prefeitura de Rio Branco e Senar iniciam curso sobre derivados do leite a produtores rurais

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico (Safra) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), iniciou na manhã da última sexta-feira, 19, um curso de capacitação técnica para os produtores rurais da Transacreana, Km 80, que trabalham com produtos derivados do leite.

Segundo o presidente da Associação dos Produtores Rurais do Itamarati I, Claudenor dos Santos, o curso é muito bom para os produtores rurais da capital. “Nós vamos poder aprimorar a nossa produção de queijo, de leite e derivados. É muito bom e que venham mais outros cursos para  podermos nos aperfeiçoar cada vez mais aqui na zona rural sem precisar nos mudar para outras regiões e nós podemos sobreviver tirando os recursos da nossa própria propriedade, onde a bacia leiteira é uma coisa que dá para a gente sobreviver muito bem”, disse o presidente.

Ainda de acordo com Claudenor, os produtores rurais têm que se aprimorar e se regularizar, pois o projeto da bacia leiteira deu certo em Acrelândia e pode dar certo também na Transacreana. “Então, a gente fica muito feliz com esses cursos que vem, o melhoramento genético do nosso gado, como manejar os nossos campos, gados para que não venham ter prejuízos e sim, ter uma certa lucratividade com a bacia leiteira”, afirmou Santos.

Dez produtores rurais participaram do curso sendo a maioria mulheres. “As mulheres estão se aprimorando na bacia leiteira e também a gente vê a possibilidade de, em 2022, vir outros cursos para a nossa região. Com isso podemos ver que essa gestão está fazendo muito pelos produtores rurais, desde o melhoramento dos ramais aos cursos com o Senar e temos a perspectiva de vida de que vai melhorar ainda mais”, ressaltou Santos.

O presidente falou sobre poder ter acesso ao secretário da Safra. “Era muito difícil entrar em contato com o secretário da Safra, tínhamos que agendar um horário e hoje está diferente, ele recebe ligação, vem até a Associação, vem na comunidade. O secretário está sempre in loco e isso é muito bom para nós produtores rurais”, finalizou o presidente.

De acordo com o secretário da Safra, Eracides Caetano, esse curso é para preparar os produtores rurais a agregar valores e a produzir além de vender o leite in natura.

“Com esse curso o produtor vai ter condições de vender o leite já fabricado na propriedade dele e pode agregar 50% do valor sobre o leite in natura. Então esse é um trabalho muito bom. Vamos ter vários cursos para o produtor se manter no campo. Esse é o propósito do nosso prefeito: fazer do agricultor, um empresário agrícola”, afirmou o secretário.