Prefeitura realiza a 1ª Semana Municipal das Artes Marciais em Rio Branco

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB), realizou no último fim de semana, no Via Verde Shopping, a 1ª Semana Municipal das Artes Marciais, evento com origem no projeto de Lei nº 2.404, do Vereador Francisco Piaba, e sancionada pelo Prefeito Tião Bocalom em julho deste ano.

O evento, de caráter esportivo, educacional, social e cultural, agora será realizado anualmente, sempre na última semana do mês de setembro. Nos três dias em que ocorreu, foram realizadas homenagens aos atletas locais que são destaques no mundo das artes marciais, workshops de algumas modalidades e, no encerramento, houve competição de Jiu-Jítsu nas categorias mirim e infantil.

A multicampeã nas modalidades de Judô e Jiu-Jítsu, Irene Romero, agradeceu a prefeitura pelo reconhecimento que teve por meio do evento. “Estou muito feliz por ser homenageada na 1ª Semana das Artes Marciais pela Prefeitura, pela Fundação Garibaldi Brasil, estou muito feliz como atleta. Tenho 36 anos, já ganhei dois campeonatos brasileiros de Judô, mais de dez títulos acreanos, e sou muito agradecida por essa primeira homenagem no estado do Acre”, afirma Irene.

O diretor-presidente da FGB, Pedro Aragão, destacou a importância do evento para o calendário da fundação. “A 1ª Semana das Artes Marciais de Rio Branco é muito importante para a Garibaldi Brasil. É o resultado de uma lei, que foi proposta esse ano, aprovada pela Câmara, e já promulgada pelo Prefeito Tião Bocalom, e já faz parte do calendário de esporte da Fundação. É um evento que a gente conseguiu dar um mérito para quem tanto fez pelo esporte em Rio Branco”, destacou o presidente.

Um dos idealizadores do projeto e também homenageado da noite, Jay Machienzle, agradeceu a homenagem recebida e acredita que o evento dará resultados futuros. “Me sinto muito honrado em ser um dos idealizadores do projeto de lei e poder também ser homenageado como representante da minha arte marcial. Mesmo com o projeto sendo amplo para todas as artes marciais, pudemos dar o ponta pé inicial a esse projeto que vai se perpetuar por anos na nossa capital”, acredita Jay.