Prefeitura de Rio Branco pretende produzir energia limpa utilizando resíduos de limpeza

Após retorno de recente viagem à Escócia, onde participou da COP26, conferência voltada ao Meio Ambiente, e da Alemanha, onde visitou a fábrica de ônibus elétricos da Mercedes-Benz, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, se reuniu na manhã desta quinta-feira, 11, com o secretário municipal de Zeladoria da Cidade, Joabe Lira, e com e sua equipe, dentre eles o servidor Anderson Santana, da área técnica da secretaria.

O objetivo do encontro foi discutir a implementação de um projeto de de energia limpa utilizando resíduos de limpeza urbana descartados em aterros de inertes mantidos pela prefeitura na Estrada Transacreana, principalmente madeira, e os chamados resíduos verdes, provenientes da poda de árvores, grama e capim objetos de roçagem dos espaços públicos da cidade. O processo de geração se dará através da queima desses resíduos, em caldeira que será adquirida pelo Município.

De acordo com Joabe Lira, o projeto, que já está em fase de elaboração, vai ao encontro à decisão do prefeito em renovar a frota do transporte coletivo da capital, com a criação de uma empresa municipal e a aquisição de ônibus elétricos, movidos a energia limpa, preservando dessa forma o meio ambiente.

Coragem e determinação

O secretário destacou a coragem e a determinação de Bocalom para a implementação do projeto, que será um dos primeiros no Brasil. “O prefeito é um visionário, que sempre apostou no aproveitamento desses tipos de resíduos para a produção de energia limpa, gerando economia para o Município, ao mesmo tempo em que garantirá um meio ambiente sustentável”, enfatizou Joabe Lira.

Anderson Santana revelou que a decisão de gerar energia limpa utilizando resíduos obtidos da limpeza da cidade veio no início da atual gestão municipal, com a desativação (que está em curso) do referido aterro de inertes. Ele informou que a Zeladoria está desenvolvendo um projeto de criação de uma central de triagem de resíduos urbanos.

“Esse projeto já está em execução, com o processo de aquisição de uma área onde a central será implantada. Dentro dessa central de triagem será instalada uma caldeira, onde executaremos o projeto de geração de energia limpa do Município de Rio Branco”, explicou, acrescentando que a energia produzida será aproveitada tanto no abastecimento dos ônibus elétricos que serão adquiridos, como em outras atividades desenvolvidas pela prefeitura.

Anderson Santana explicou, também, as próximas fases do projeto. “O projeto já está em andamento, O início de tudo é o encerramento do aterro, que já está acontecendo, e a remediação ambiental, que já está sendo feita; segundo passo: a aquisição de uma área de terra para a instalação da central de triagem de resíduos. Também já está em andamento. Já houve a viabilidade ambiental pela Semeia, e a Seinfra está procedendo a viabilidade técnica da nova área”, salientou.

“terceiro passo: com a área legalmente de propriedade da prefeitura, vem a efetiva implantação da central, com a limpeza do terreno e implementação de toda a infraestrutura, inclusive a aquisição e instalação da caldeira para a queima dos resíduos que serão utilizados na geração de energia”, destacou Anderson Santana

É um projeto audacioso e que exige muita coragem, como o prefeito está demonstrando, e dedicação para com o Meio Ambiente”, concluiu Joabe Lira.