Prefeitura de Rio Branco realiza ação Mulheres em Movimento na capital

As empreendedoras mostram seus produtos feitos por elas mesmas (Foto: Dircom)

Com 21 barracas e vários produtos em exposição, a Prefeitura de Rio Branco, através da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (Sasdh), por meio da Casa Rosa Mulher, realizou no início vida noite dessa sexta-feira, 5, na Praça da Juventude, bairro Cidade Nova, a ação ‘Mulheres em Movimento’ pelo empoderamento da mulher empreendedora, que tem por finalidade reforçar a importância de mobilizar a população no combate à violência contra a mulher e garantir plena reinserção em nossa sociedade.

Estiveram presentes na ocasião, a prefeita em exercício Marfisa Galvão, o secretário Valtim José (Casa Civil), Pedro Aragão (FGB), coordenadora da Casa Rosa Mulher, Cristina Maia e a diretora de Direitos Humanos da SASDH, Rila Freeze.

Durante a ação, foi realizada uma apresentação musical e distribuição de material informativo. Para Cristina Maia, o combate à violência doméstica não se resume apenas no atendimento institucional. Ações como essa são relevantes para que a sociedade conheça o trabalho.

“Essa é a primeira edição da feira em 2021, importante espaço que presta apoio psicológico às vítimas de violência doméstica, acolhidas na Casa Rosa Mulher, que para nossa alegria são as principais expositoras e muitos dos produtos comercializados aqui foram produzidos por elas com o apoio da prefeitura”, comentou Cristina.

“A prefeitura, através da Sasdh, realiza essa ação de forma a demonstrar a importância social do enfrentamento à violência. A gestão tem a convicção que todas as pessoas precisam saber que existe uma rede de proteção para acolher as vítimas de violência doméstica em nosso município”, disse o chefe da Casa Civil.

Gestores municipais fizeram questão de comparecer ao evento (Foto: Dircom)

Lene Petecão, professora e vereadora do município de Rio Branco, que é entusiasta desse movimento e acompanha os trabalhos da Casa Rosa Mulher há muito tempo, fez questão de prestigiar a feira.

“Mulheres no ano que vem, nós estaremos aqui com mais empenho ainda e vou lutar para que possamos inserir essa feira no calendário cultural da nossa cidade”, observou.

A expositora Ingrid Barbosa, que lidera o movimento ‘Universo 68′, lembrou que uma série de produtos comercializados na feira são de produção local.

“Temos sabonetes de argila, óleos de várias plantas medicinais, artesanato e plantas decorativas, além de uma infinidade de pratos regionais no espaço de alimentação”, disse.

A prefeita, por sua vez, ressaltou que é preciso falar sobre esse assunto quantas vezes for necessário.

“Eu e o prefeito Bocalom estamos unidos nessa luta para que todas as mulheres sejam respeitadas em sua integridade e possam se desenvolver de forma plena em sociedade, e o empreendedorismo é um dos caminhos”, disse a gestora.