Prefeitura de Rio Branco participa da 12ª Conferência Estadual de Assistência Social

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), participou, na manhã desta terça-feira, 19, da 12ª Conferência Estadual de Assistência Social, no auditório do Palácio do Comércio. Com o tema: “Assistência Social: Direito do povo e dever do estado, com financiamento público para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”, o evento foi uma realização do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS), em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM).

O objetivo da conferência foi debater cinco eixos temáticos, aprovados anteriormente pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), que visam qualificar a avaliação da política de assistência social e propor o debate para o aperfeiçoamento do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), em todo o território nacional. Os eixos tratam de temas como: proteção social não contributiva; financiamento e orçamento; controle social; gestão de acesso às seguranças socioassistenciais e atuação do SUAS em situações de calamidade pública e emergências.

Segundo a vice-presidente do Conselho Estadual de Assistência Social, Regiani Oliveira, essa conferência trouxe como proposta a discussão das deliberações que foram realizadas pela etapa municipal durante os meses de setembro a outubro de 2021.

“Entre setembro e outubro, foram realizadas 22 conferências em todos os municípios para discutir os cinco eixos definidos pelo Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) e esses eixos vêm com propostas para o Estado e para a União. E é exatamente esse o objetivo da conferência: Deliberar sobre esses eixos e encaminhar para a União para fortalecer a política de Assistência Social, tanto nos municípios, no Estado e a proposta também é a nível de país”, disse a vice-presidente.

De acordo com a vice-prefeita e secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Marfisa Galvão, a Conferencia ajuda a alinhar todas as políticas públicas para poder atender melhor os usuários. “Sabemos também que os nossos servidores precisam ser treinados para que possam  atender melhor e com muito respeito os nossos usuários”, afirmou Galvão.