Prefeitura de Rio Branco apresenta plano de habitação popular aos empresários da construção civil

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, se reuniu na manhã desta sexta-feira, 15, com empresários do ramo da construção civil, para apresentar o projeto de habitação popular.

O plano apresentado pelo prefeito é para solucionar definitivamente o problema dos moradores que constantemente são atingidos pelas enxurradas dos igarapés e rios na capital.

Segundo o presidente do Sindicato da Construção Civil, Carlos Afonso, o projeto agradou a categoria. “Juntos a gente encontra a melhor metodologia, a melhor tipologia, aonde o espaço que a gente vai colocar essas unidades. Eu quero parabenizar o prefeito por essa iniciativa e eu acho que quando se junta o setor público e privado, as coisas andam com maior rapidez”, disse Afonso.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), José Adriano, falou sobre a iniciativa da prefeitura da capital.

“A gente vem evoluindo nessa aproximação, o prefeito solicitou uma demanda de custos, para a execução de mil unidades e isso nos interessa, pois, um programa habitacional é o que segura a economia em qualquer estado. E nós viemos fazer essa primeira sugestão. Estamos com o compromisso de até o final do mês de outubro, de fazer um prédio de 4 pavimentos para a população de baixa renda”, afirmou o presidente.

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, determina que os prédios sejam construídos próximos aos locais, onde a população tem vínculo social.

“A gente precisa achar uma solução para eles, mas, a gente não quer a solução de levar para longe de onde eles moram. É nesse caso onde entra o programa, sendo tocado pelo fundo municipal da prefeitura, porque a maioria dessas pessoas não tem condições de buscar crédito no banco e por esse motivo a prefeitura vai assumir e financiar o projeto. E por isso estamos chamando a iniciativa privada para que eles nos apresentem alternativas de custos para podermos colocar em prática esse programa e começar as construções a partir do ano que vem”, assegurou o prefeito.