Secretaria de Saúde centraliza a vacinação da Coronavac na Policlínica Barral y Barral e explica motivo

Vacinas Coronavac armazenadas para a população (Foto: Dircom)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), decidiu, na manhã desta segunda-feira, 4, que a vacinação com o imunizante Coronavac estará centralizado na Policlínica Barral y Barral, localizada no bairro Tangará.

Segundo a secretária da Semsa, Sheila Andrade, o motivo da transferência é pela baixa procura na Urap Eduardo Assmar. “Nesse momento após avaliação, a gestão percebeu que dentro da Urap Eduardo Assmar, nós não tínhamos uma procura significante e sempre precisávamos de dez pessoas para estar agendando para tomar esse imunizante, pois uma ampola (frasco) da Coronavac, imuniza dez pessoas, por esse motivo e para evitar desperdícios de imunizantes estávamos agendando”, disse Andrade.

Ainda de acordo com a secretária, foi uma decisão da gestão e também para uma melhor comodidade da população. “A partir de agora, o imunizante Coronavac, será disponibilizado apenas na policlínica Barral y Barral, considerando que a procura é muito maior no local”, afirmou Andrade.

Além disso, a gestora esclareceu à população sobre a quantidade de pessoas que uma ampola da Pfizer imuniza.

“Eu quero chamar a atenção da população, para que ela tenha compreensão nas campanhas, de que quando estiver próximo ao término da vacinação as pessoas compareçam sempre antecipadamente, pois, a ampola da Pfizer são seis doses e nós não podemos abrir essa ampola se tiver apenas uma pessoa na fila para tomar. Seria algo irresponsável da nossa parte se a gente fizer, por esse motivo a gente reuniu toda equipe técnica e se existe uma pessoa na fila é preciso que cheguem mais cinco pessoas para poder se vacinar e assim a gente não perde doses de imunizantes”, explicou.