Prefeitura de Rio Branco estuda investimentos em planos socioeducativos

O prefeito Tião Bocalom esteve reunido, nessa segunda, 27, com a diretora de Assistência da SASDH, Betty Pinheiro, chefe do Departamento de Proteção Social, Ana Paula, e a gerente da Divisão de Atendimentos Socioeducativo, Maria Magri, para discutir sobre o plano de ação socioeducativo que é executado pela SASDH.

Os 3 (três) setores recebem do juizado, os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas e tem a liberdade assistida. Hoje contam com 108 adolescentes e a proteção de serviço a comunidade com 22 adolescentes. A ideia é propor um acordo para a recepção desses adolescentes.

Maria Magri expressou seus objetivos para com a reunião. “Viemos falar com o prefeito para pedirmos a ele a pactuação para que a prefeitura receba nos espaços das secretarias Municipais de Educação e Saúde, adolescentes que vão precisar cumprir com pendência judicial”, disse.

A gerente da Divisão de Atendimentos Socioeducativo informou ainda que esse acordo tem que ocorrer nos bairros. ” Entendemos que seria interessante o adolescente cumprir essa medida onde ele mora, para facilitar a sua locomoção”, explicou.

O trabalho que a secretaria de Assistência Social precisa fazer e já está fazendo é muito importante para que consiga recuperar esses adolescentes. “Nosso projeto e tentar tirá-los ao máximo possível desse meio, pois sabemos as condições difíceis em que vivem. Vamos fazer a nossa parte acolhendo-os”, comentou o prefeito Tião Bocalom sobre o plano de ação.