Prefeitura entrega barracas para pequenos produtores que trabalham na AC-40

Na manhã dessa sexta-feira, 17, a prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico (Safra), realizou a entrega de barraquinhas para os pequenos produtores que vendem seus produtos em frente ao Parque de Exposições, na estrada AC-40.

Representando a Safra, o diretor de Economia Solidária, Fernando Guedes, afirma que a ação partiu da solicitação do vereador Samir Bestene para a secretaria, que prontamente foi aceita pelo secretário Eracides Caetano, e está esperançoso por novidades aos produtores.

“Hoje estamos aqui acompanhando o vereador na entrega das barraquinhas e se Deus quiser, já no próximo ano também, vamos ter novidades para esse centro, para esse pessoal que vende, que produz, que traz sua produção, que escoa sua própria produção e que vende aqui na frente do Parque de Exposição”, completa o diretor.

Ao ser perguntada como enxergava o trabalho feito pela prefeitura de Rio Branco, a feirante Maria do Socorro foi só agradecimentos. “Muito bem, assim, é algo bom pra nós, pois de qualquer maneira nós ficamos aqui né, e fica assim, só com nossas coisinhas. Mas aí Deus é muito fiel, então trouxe vocês aqui, trazendo esse benefício pra nós”, complementou.

O vereador, Samir Bestene, conta que os feirantes o procuraram após as fortes chuvas que atingiram a cidade e levaram a perda de suas barraquinhas. Em seguida, afirmou que as barracas serão cedidas por três meses, ressaltou a importância dessas pessoas pra economia do município e agradeceu pelo empenho da prefeitura.

“É importante ressaltar que a economia do nosso município, ela é gerada por esses pequenos produtores, que é uma das bandeiras do prefeito Tião Bocalom. Eles vão passar três meses com as barracas em termo de cessão, com a preferência de renovação para que eles continuem fazendo suas vendas. Então fica aqui meu agradecimento, ao secretário e ao prefeito, por olharem com carinho para essas pessoas que tanto lutam pra sobreviver”, conclui Samir.