Ação de vândalos preocupa direção do Cemitério São João Batista

A Prefeitura de Rio Branco tem sido vítima constante do vandalismo. Espaços, obras importantes e a até mesmo a rede de iluminação pública da cidade viraram alvos de vândalos, ladrões e moradores de rua, que agora usam e abusam dos túmulos do cemitério São João Batista, onde aproveitam para esconder medicamentos, drogas e outros tipos de objetos.

Alguns moradores de rua chegam a violar as capelas construídas pelas famílias de entes queridos sepultados no local e as transformam em lugar para morar.

De acordo com o diretor do cemitério, Marcos Souza, a ação de ladrões de fios da rede elétrica do local também vem preocupando. “Eles roubam a fiação e vendem em lojas de sucata da cidade”, explica, acrescentando que já foram feitos vários boletins de ocorrência em delegacia denunciando os roubos, que são constantes no cemitério.

Segundo o diretor, os roubos acontecem no período da manhã e da tarde, quando não há vigias no local. Durante o período noturno homens fazem a segurança no cemitério. Ele informou que usuários de drogas aproveitam desses momentos para pular o muro do cemitério e arrombar capelas, onde dormem como se estivessem em suas próprias casas. “Eles aproveitam que o cemitério está sempre limpo e vêm para cá”, concluiu Souza.

É importante ressaltar que a Secretaria de Zeladoria e Cidade (SMZC) faz a limpeza constantes nos cemitérios da cidade.