Prefeitura visita Instituto Senai de Tecnologia e verifica alto padrão para mobiliário escolar de Rio Branco

Acompanhado do secretário Municipal da Casa Civil, Valtim José, do senador Sérgio Petecão e do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), empresário José Adriano, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, visitou na manhã desta quarta-feira, 8, o Instituto Senai de Tecnologia, localizado no Distrito Industrial da capital.

A visita teve como objetivo conhecer o que é produzido pelo Instituto, principalmente os produtos que podem ser utilizados na área da Educação, a exemplo de móveis como por exemplo, mesas e cadeiras feitas com madeira certificada da região.

O secretário da Casa Civil, Valtim José, disse que a possível aquisição de produtos, junto ao Instituto é uma maneira de fazer com que o dinheiro circule na cidade, aqueça a economia e gere emprego e renda no município.

“Isso ajuda a fomentar a nossa economia e, principalmente, com a experiência e o parque de tecnologia de que o Senai dispõe aqui, é muito importante para a nossa cidade”, enfatizou.

O diretor regional do Senai/AC, César Dotto, explicou a importância da parceria entre o município e a instituição.

“A Fieac, por meio do Sesi e do Senai, já são parceiros da prefeitura em vários projetos. Com esse olhar para a área da Educação, temos um trabalho com carteiras escolares. Não só a carteira escolar, mas todo o mobiliário para a escola”, destacou.

O senador Sérgio Petecão falou da importância de se investir em produtos locais.

“O prefeito Tião Bocalom teve a sensibilidade de vir aqui e conversar com os empresários. O caminho é esse. Não temos outro caminho. Temos que prestigiar a indústria local”, disse Petecão.

O prefeito recebeu da direção do Senai, como lembrança, uma mesa produzida com madeiras que seriam descartadas, mas foram transformadas numa verdadeira obra de arte, que ficará exposta na sede da Prefeitura. O gestor ressaltou a importância da parceria com o Senai.

“A vinda aqui nos desperta a ideia de termos produtos de qualidade nas nossas escolas, produzidos aqui no nosso estado, numa forma de prestigiar as nossas indústrias”, finalizou Bocalom.