Prefeitura de Rio Branco faz encerramento da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE/AC, Fundação Garibaldi Brasil e as Secretarias Municipais de Saúde (Semsa) e Educação (Seme), realizou na tarde dessa sexta-feira, 27, o encerramento da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, no Horto Florestal.

Na ocasião estava presente a secretária da Seme, Nabiha Bestene.

No evento houve apresentações e exposições artísticas de pessoas com deficiência.

Para a presidente da Apae/AC, Cecilia Lima, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla foi muito produtiva.

“Nós tivemos a abertura na Apae, diversas lives e encontros. A SASDH é uma secretaria  com a qual mantemos convênio e cada vez mais nos fortalece nas ações em defesa das pessoas com deficiência”, disse a presidente.

A gerente de Promoção dos Direitos Humanos, Rebeca de Paula, falou sobre o evento.

“Estamos encerrando com atividades lúdicas, exposições artísticas das crianças com deficiência intelectual e a festa é para elas, mas durante essa semana inteira falamos sobre a temática. E hoje, a gente está fazendo uma festa para esse público, para que possam se sentir parte desse processo”, disse a gerente.

De acordo com o presidente do Conselho Estadual dos Direitos das Pessoas com Deficiência, Roberto Craveiro, a prefeitura de Rio Branco está oferecendo cotas para as pessoas com deficiência intelectual e múltipla.

“O prefeito já se reuniu com a comunidade de pessoas com deficiência e a secretária da SASDH também, e ficou decidido que no nosso programa de contratação de alunos que estão cursando o nível médio e superior, a gente dispor dez por cento das vagas para as pessoas com deficiência”, afirmou Craveiro.

Segundo a secretária da SASDH, Marfisa Galvão, a Prefeitura de Rio Branco encerra o evento gratificada por fazer parcerias com a entidade.

“Encerramos com a esperança de que a partir de hoje a gente possa oferecer tanto um atendimento melhor para essas pessoas, como também sensibilizar outras entidades e empresas para que possam, junto com a gente, aumentar ações voltadas para esse público”, finalizou a secretária.