Prefeitura de Rio Branco dá início ao cadastramento de pessoas com fibromialgia para cartões de identificação

A Prefeitura de Rio Branco iniciou o cadastramento de identificação para as pessoas com fibromialgia. O atendimento é realizado nas URAPs (Unidades de Referência à Atenção Primaria) do município.

A prefeitura sancionou a lei N° 2.332 de 2019, onde passa a reconhecer que pessoas com fibromialgia tem preferências em estabelecimentos, vagas em estacionamentos e filas de bancos, além da instalação de um Centro de Referência. As secretarias responsáveis passarão a realizar palestras, debates e formas de conscientização sobre a doença.

“A lei municipal dá alguns direitos a essas pessoas de serem reconhecidos em comercio, estacionamentos etc. É um direito deles que foi adquirido”, relata Sheila Andrade, diretora de Assistência à Saúde.

Além das novas medidas de importância, foi também instituída anualmente o dia 12 de maio, como o Dia da Fibromialgia.

Os usuários precisam comparecer a uma URAP portando os seguintes documentos:
1. O laudo de um médico reumatologista ou ortopedista atestando fibromialgia;
2. Cartão SUS;
3. Documento de identificação com foto (RG ou CNH) e CPF;
4. Uma foto 3×4.