Prefeitura entrega equipamentos agrícolas para estimular produção de hortaliças na região do Cinturão Verde

Prefeitura entrega motocultivadores a produtores do Baixa Verde (Foto: Dircom)

Acompanhado do secretário de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico (Safra), Eracides Caetano, o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom, realizou, nesta sexta-feira, 23, a entrega de vários implementos agrícolas para fomentar a produção de hortaliças na região.

O evento ocorreu no Polo Benfica e contou com a presença da deputada federal Perpétua Almeida, autora da emenda. “Boa parte das minhas emendas parlamentares vão para a produção porque quem mora na cidade quer chegar no mercado e comprar a verdura. Ele quer comprar os produtos do Estado, mas só tem esses produtos se a gente for ajudar quem produz”, informou a deputada.

O presidente da Câmara de Vereadores N. Lima também participou do evento.  “Agora nós estamos vendo algumas ações que vão beneficiar à população e os mercados da nossa cidade que irão comprar os nossos produtos”, enfatizou.

Para o presidente da Associação de Produtores Rurais do Baixa Verde, Mizael Mota, esses investimentos irão dobrar a produção de verduras na comunidade. “Esse material vai alavancar ainda mais a produção do nosso município. Vai ser um estouro de horticultura”, disse.

O secretário da Safra Eracides Caetano, informou que além de entregar os equipamentos a Safra vai garantir a assistência técnica dos agricultores. “ Isso é muito importante para o pequeno produtor e principalmente pra quem mexe com horta. E a gente está aí para ajudar, incentivar e colocar assistência técnica para poder desenvolver esse trabalho”, explicou Eracides.

De acordo com o prefeito Tião Bocalom a secretaria de Produção vai continuar investindo nesta linha para gerar emprego e renda no campo.

“Não tenho dúvidas nenhuma de que a emenda da deputada Perpétua vem atingir diretamente o agricultor familiar, especialmente quem mexe com horta. Esses Kit´s de motocultivadores mais a parte de lona, de mangueiras para poder produzir horta, vai ajudá-los”, concluiu Bocalom.