Prefeitura de Rio Branco visita escola da zona rural para melhorias e implantação da EJA

Na manhã desta sexta-feira, 16, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), esteve na zona rural, na Escola União Floresta, localizada no Km 15 Barro Alto, Ramal do Carlinhos, para avaliar e propor melhorias na estrutura física da unidade. Na ocasião, foi apresentada a proposta para a implantação da Educação de Jovens e Adultos (EJA) na comunidade.

As pessoas que residem em áreas rurais dedicam maior parte do seu tempo em atividades agrícolas e pecuárias, consequentemente, possuem menor tempo para dedicarem-se aos estudos, uma vez que não podem abrir mão das atividades laborais, por ser o único meio de subsistência de muitos.

Em alguns casos, os pais ou responsáveis pelas crianças da família, ao saírem para a labuta diária do campo, levam os filhos consigo, quer para os auxiliarem nas atividades rurais ou por não haver escola na comunidade local. No final das contas, o resultado disso será catastrófico, pois muitas crianças não conseguem ter acesso à educação, resultando-se em aumentos nos índices de analfabetismo.

A coordenadora da EJA, professora Minéia Spoltore, vê de suma importância a implantação da modalidade na zona rural. “Jovens que trabalham no campo, atualmente, necessitam ao menos do fundamental I, como formação básica, enquanto homens e mulheres do campo, já aposentados, estarão realizando o grande sonho de se alfabetizar e escrever o seu próprio nome”, explicou.

“A Educação de Jovens e Adultos é uma ferramenta muito importante no combate ao analfabetismo em nossos país, ela é uma forma de reparar a defasagem histórica existente no acesso à educação pela população do campo”, disse Minéia.

O programa vai atender localidades próximas e comunidades vizinhas. “Oferecer oportunidade, abrir horizontes, aumentar a autoestima e resgatar o respeito também são objetivos da EJA”, afirmou a secretária municipal de Educação, Nabiha Bestene.