Seme forma Comitê Gestor Intersetorial do Programa Busca Ativa Escolar 2021

A secretaria Municipal de Educação (Seme), promoveu na manhã desta quarta-feira, 14, no auditório da prefeitura de Rio Branco, com a presença de várias autoridades e a vice-prefeita e secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Marfisa Galvão, uma solenidade para discutir a formação do Comitê Gestor Intersetorial do Programa Busca Ativa Escolar (BAE) 2021.

O Busca Ativa Escolar tem a intenção de apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão escolar.

“O Busca Ativa é uma metodologia que foi idealizada pelo Unicef, em parceria com a Undime e outras entidades, para que a gente possa buscar aquela criança e aquele adolescente, que se evadiu da escola ou que não tem a oportunidade de vir para a escola”, informou a secretária Municipal de Educação, Nabiha Bestene.

A coordenadora do Busca Ativa Rio Branco, Neyvanara Ferreira, explicou o trabalho que será desenvolvido pelo Comitê Gestor.

“Esse trabalho vai ser coordenado pela Seme com a política pública da Unicef, que o prefeito Tião Bocalom assinou a readesão por quatro anos, que tem uma metodologia social e tecnológica para o acompanhamento de crianças e adolescentes por um mínimo período de um ano”, enfatizou a coordenadora.

A iniciativa possibilita ao estado e ao município, a partir das informações produzidas pelas escolas estaduais e municipais, identificar as principais causas da exclusão escolar e os territórios mais vulneráveis.

A vice-prefeita e secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Marfisa Galvão disse que a prefeitura de Rio Branco, preocupada com a qualidade do ensino, com essa evasão escolar decidiu aderir ao projeto.

“Nós precisamos montar um time que realmente se preocupe com a qualidade do ensino, com o acolhimento dessas crianças. É essa nossa missão e para isso precisamos juntar todas as secretarias, montar uma força tarefa, para ter uma educação de qualidade no município”, explicou Marfisa.