Garibaldi Brasil rebate notícia sobre convênio com possível perda 580 mil reais por falta de assinatura

O diretor-presidente da Fundação de Cultura Garibaldi Brasil (FGB), Pedro Henrique Aragão, falou nesta terça-feira, 6, sobre uma publicação em um site de notícias local de que a Fundação de Cultura estaria prestes a perder um convênio no valor de 580 mil reais por falta de uma assinatura dele.

Segundo o gestor, tal convênio não existe. “Não existe nenhum convênio nesse valor prestes a vencer. Todos os 12 convênios, totalizando quase 5 milhões de reais, que temos, oriundos de emendas de bancada, estão ativos. Fora os cerca de 78 mil reais que são uma contrapartida da Prefeitura de Rio Branco para serem investidos nas áreas de esporte, cultura e lazer”, informou Pedro.

De acordo com o presidente, hoje não há nenhum convênio que esteja em execução na capital devido a pandemia da covid-19. “A gente depende da liberação das atividades para fazer eventos de cultura, esporte e lazer que está proibido devido ao decreto governamental para que a gente possa estar aplicando esses convênios em benefício da nossa população”, explicou.

Sobre a informação de que ele não aparecia na sede da Fundação há 35 dias, Pedro Henrique explicou que a fonte faltou com a verdade. “Claramente a pessoa faltou com a verdade e tem a intenção de prejudicar o nosso trabalho, o que não vai acontecer. Podem dizer o que quiser, mas os resultados vão aparecer e a população vai ver. É muito importante que haja responsabilidade dos jornais do nosso município para com a prefeitura e para com a população. A gente não quer é que Rio Branco desande, a gente quer que Rio Branco avance”, concluiu.