Prefeitura de Rio Branco vai desativar aterro de inertes na Estrada Transacreana

Equipe em visita técnica ao aterro na Transacreana (Foto: Dircom)

Acompanhado dos demais membros que compõem a comissão instituída pela Prefeitura de Rio Branco para elaborar estudo com vistas ao encerramento e remediação do aterro de inertes mantido pelo Município no KM 1 da Estrada Transacreana, o secretário municipal de Zeladoria da Cidade, Joabe Lira, fez uma visita técnica ao local na manhã desta segunda-feira, 7.

A comissão foi criada no dia 2 deste mês e é composta por representantes da Zeladoria, Secretaria de Meio Ambiente (Seme), Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra), Secretaria de Planejamento(Seplan) e Defesa Civil.

Segundo Joabe Lira, a visita desta segunda-feira teve como objetivo iniciar o planejamento para a desativação do aterro, que existe há mais de 28 anos no local e atualmente é destinado ao descarte de inertes produzidos por empresas da construção civil, em uma média diária de 400 toneladas.

O secretário explicou que o aterro tem apresentado problemas ao longo dos anos e deverá ser encerrado até o dia 31 de dezembro deste ano. Ele disse que o município já trabalha no sentido de adquirir uma nova área para a construção de um novo aterro.

“Foram feitas visitas a algumas áreas, mas ainda não tem nada definido”, ressaltou Joabe Lira, acrescentando que a aquisição de uma nova área deve observar a legislação ambiental vigente, bem como às normas do Município.

De acordo com o secretário, após o encerramento do aterro a prefeitura pretende transformar a área em um parque ambiental. “A ideia é transformar essa área em um parque após essa desativação, cumprindo todas as normas ambientais”, concluiu Lira.