Prefeito de Rio Branco recebe empresário do ramo de fertilizantes para falar sobre produção agrícola

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, recebeu nessa quarta-feira, 26, em seu gabinete de trabalho, a visita do empresário Noval Rico Filho, sócio-proprietário da empresa Fertile, que produz um novo tipo de fertilizante concentrado, com foco na produção e eficiência de lavouras.

De acordo com Noval, trata-se do carbonato de cálcio e magnésio concentrado, que segundo ele é um fertilizante de alta tecnologia, destinado a todas as fases de produção nas diferentes culturas. O novo produto é promissor no custo/benefício do mercado, com elevado aproveitamento nas áreas de citrus, café, frutíferas, folhosas, milho, soja, feijão, arroz, cana-de-açúcar, hortaliças e pastagem.

Segundo o empresário, em virtude do Acre se encontrar distante das jazidas de calcário, o carbonato de cálcio e magnésio concentrado pode trazer para o Estado uma melhor comodidade para o produtor rural e proporcionar uma economia de até 40% na preparação do solo.

O ex-deputado Jamyl Asfury, que visitou a linha de equilíbrio da Fertile, disse que o Concentrado é um produto consagrado no Brasil, sobretudo na região do Matogrosso. “É prático, eficiente e traz uma economia para o produtor”, enfatizou.

O prefeito Tião Bocalom convidou o secretário municipal de Agricultura, Eracides Caetano, e diretores da secretaria, para participar da conversa com o empresário e garantiu que todo o possível para alavancar a produção a Prefeitura vai implementar para estimular a geração de emprego e renda na capital.

Para Bocalom, a grande dificuldade dos produtores acreanos diz respeito ao preço do calcário utilizado na fertilização do solo. “O grande na nossa região é que o calcário custa R$ 70 (setenta reais) na indústria, com mais R$ 230 (duzentos e trinta reais) de frete”, explicou.

“Já o calcário concentrado vai chegar aqui pelo valor de aproximadamente 60% mais barato. Como se trata de um produto novo, a gente está olhando, observando. O empresário Noval nos prometeu que vai mandar duas toneladas do produto para fazermos um teste e, caso dê tudo certo, no ano que vem a gente pode vir a trabalhar com o novo produto”, enfatizou Bocalom, revelando que para este ano de 2021 a prefeitura já está licitando três mil toneladas de calcário para serem utilizados nos projetos de agricultura familiar do município.