Prefeito de Rio Branco e presidente da Associação dos Municípios do Acre participa da apresentação dos 100 dias de gestão da instituição

O prefeito de Rio Branco e presidente da Associação dos Municípios do Acre (Amac), Tião Bocalom, participou, na tarde dessa quinta-feira, 6, da apresentação dos 100 dias de gestão da Amac. Na ocasião, estavam presentes os prefeitos dos 22 municípios do Acre, gestores da Fecomércio, Sebrae, Junta Comercial, senador Marcio Bittar e governador Gladson Cameli.

O presidente da Amac e prefeito de Rio Branco se diz muito orgulhoso em estar à frente de um grupo de lideranças tão expressivo como esse. “Ser prefeito é a forma que você tem, mais nobre, de ajudar a tua sociedade. Eu sei do sofrimento e das angústias de cada um dos prefeitos”, afirmou Tião Bocalom.

Ainda segundo Bocalom, antes da sua gestão a Associação estava com política partidária dentro da instituição. “Eu não vou aceitar isso, de forma alguma. Aqui não tem partido político, aqui só tem prefeitos que, independente do partido dele, precisa do suporte, do apoio da Amac para poder auxilia-lo, para poder ter mais sucesso e beneficiar mais a sociedade”, garantiu.

Para o governador Gladson Cameli, a união dos municípios é fundamental para ajudar na geração de emprego. “Unir o Acre de ponta a ponta, para que a gente possa ir realmente fazer um trabalho e colocando sempre as pessoas em primeiro lugar”, disse Cameli.

De acordo com o senador Marcio Bittar, chegaram para o estado do Acre mais de R$ 100 milhões extras para ajudar os municípios. “Para nós, acreanos, principalmente no senado que é onde empata o jogo, todos os estados têm o mesmo número de senadores, é fundamental que você se dedique a isso. Lá é o lugar mais importante para um local que precisa tanto de investimento Federal”, falou Bittar.

Empreendedorismo

No evento, o Sebrae, por meio do superintendente Marcos Lameira, apresentou o programa Cidade Empreendedora que visa, ao longo de dois anos, ajudar as prefeituras e pequenos negócios. “A gente vive um momento muito difícil, um momento de pandemia, um momento onde as empresas estão fechando sem esperanças, então isso faz parte do programa de recuperação da atividade econômica”, afirmou o superintendente.

Segundo o prefeito Tião Bocalom, o empreendedorismo é necessário para o desenvolvimento e qualidade de vida da população.  “Quando a gente começa a falar em empreendedorismo, a gente está falando de que nós precisamos buscar a nossa sobrevivência, sempre se dedicando através da iniciativa privada, acho que isso é fundamental”, finalizou o presidente da Amac e prefeito de Rio Branco.