Semeia faz ação ambiental para conscientizar moradores das proximidades do Aeroporto Internacional de Rio Branco

Moradores são orientados a acondicionar corretamente resíduos sólidos para evitar a propagação de insetos e outros animais (Foto: Dircom)

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), realizou nesta quarta-feira, 28, uma ação de Educação Ambiental no Loteamento Adauto Frota, localizado no km 8 da BR-364, nas proximidades do Aeroporto Internacional.

De acordo com a gerente do departamento de Educação Ambiental da Semeia, Fátima Nascimento, o objetivo da ação é conscientizar a população local, da importância do acondicionamento correto dos resíduos sólidos, evitando a proliferação de mosquitos e animais, principalmente urubus, que são atraídos pelo lixo exposto a céu aberto.

“Recebemos a demanda da Superintendência da Infraero, que administra o aeroporto de Rio Branco, que está preocupada com a presença de urubus naquela comunidade, levando risco ao tráfego aéreo durante pousos e decolagens das aeronaves”, explicou Fátima Nascimento.

Segundo ela as autoridades relataram que os moradores estão deixando resíduos fora dos contêineres próprios para a coleta de lixo. “Esse lixo tem atraído urubus para o local e podem ocorrer eventuais acidentes causados por esse tipo de ave”, concluiu Fátima.

Para evitar possíveis problemas, a Semeia decidiu pela realização de uma campanha de conscientização dos moradores da localidade, inicialmente com ações educativas, onde a equipe de educadores ambientais e de fiscais da secretaria conversam com as pessoas e pedem a colaboração delas, no sentido de acondicionarem o lixo nos contêineres existentes às margens da rodovia.

“A Semeia está notificando os moradores e explicando a legislação ambiental, que define como crime previsto no artigo 112 da Lei Nº 1330 o ato de armazenar lixo em edificação inadequada. “Primeiramente, estamos notificando os moradores. Nos casos de reincidência dessa prática, os fiscais da secretaria agirão repressivamente”, explica a gerente.

Risco de acidentes

Durante as abordagens aos moradores a equipe da Semeia alertou para o risco de acidentes envolvendo aves como urubus e as aeronaves que trafegam no espaço aéreo do Aeroporto Internacional de Rio Branco. “Um urubu pesa entre um e dois quilos. Já um avião em aproximação para pouso ou no momento da decolagem atinge a velocidade de 300 quilômetros. No caso de uma colisão, o impacto é de sete toneladas, podendo a aeronave cair e provocar um acidente de grandes proporções, com vítimas fatais tanto no ar, quanto em terra”, conclui Fátima Nascimento.