Atuação do Centro POP é tema de videoconferência entre Prefeitura de Rio Branco e Ministério Público do Acre

Secretária da SASDH em videoconferência com MPAC sobre Centro POP (Foto: Dircom)

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria de Assistência Social e Direitos humanos (SASDH), participou, na última quinta-feira, 22, de uma videoconferência com o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) representado pelos promotores Vanessa Muniz e Francisco Maia, da 3° Promotoria de justiça Especializada de Defesa da Infância e Juventude. Participaram, por parte da prefeitura, a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Marfisa Galvão, a gerente do departamento de Proteção Social Especial, Ana Paula Souza e os conselhos tutelares da cidade de Rio Branco.

O objetivo da reunião foi debater o fluxo de atendimento para as crianças e adolescentes migrantes e nacionais em situação de risco. Esse fluxo atende as demandas relacionadas a abordagem de rua evitando o trabalho infantil e a mendicância que existem na capital acreana. Os conselheiros tutelares mostraram um mapeamento dos pontos específicos de trabalho infantil em Rio Branco.

Durante a reunião, foi pactuada a atuação do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) com a abordagem de rua 24 horas dando mais assistência aos moradores de rua e evitando ao máximo o trabalho e mendicância infantil.

Segundo a secretaria da SASDH, Marfisa Galvão, a reunião com o MPAC foi muito produtiva.

“Foi muito bom tratar sobre o trabalho de acolhimento de pessoas em condições de vulnerabilidade social. Nós já estávamos elaborando um plano de ação para nosso trabalho não parar e assim, através do Centro POP esse serviço fica mais intenso. Já existe uma equipe destinada a atuar 24 horas, mas nunca funcionou de forma adequada. Agora nós vamos iniciar esse trabalho nos próximos dias”, explicou Marfisa.