Prefeitura de Rio Branco participa de reunião com Comissão de Saúde e defende vacinação das forças de segurança

Nessa terça-feira, 30, o secretário Municipal de Saúde, Frank Lima, participou de uma reunião extraordinária, por videoconferência, com a Comissão Intergestora Bipartite da Saúde (CIBS), coordenada pelo secretário Estadual de Saúde, Alysson Bestene.

O encontro teve como pauta, o pedido de inclusão de prioridade das forças de segurança na segunda fase da vacinação e tem como justificativa o uso de 10 mil doses de vacinas destinadas aos indígenas, que não foram usadas e continuam nas câmaras frias do Estado aguardando destinação final.

O secretário Frank Lima defendeu a proposta do prefeito Tião Bocalom, atendendo pedidos dos representantes das forças de segurança. “Não dá pra pedir que as forças de segurança combatam a violência, fiscalizem a execução do decreto, mantenham a ordem social em plena pandemia, se expondo ao risco, enquanto há vacinas na geladeira. Precisamos criar um ambiente sanitário mais seguro para esses guerreiros da segurança e tenho certeza que a sociedade vai entender o que estamos pedindo”, disse Lima.

A responsável pelo Programa Nacional de Imunização no Acre, Renata Quiles, participou da reunião e esclareceu sobre o uso de doses da vacina em outro grupo prioritário que não seja o dos indígenas. “Somente o Ministério da Saúde (MS) pode mudar a ordem de prioridade, mas a CIBS pode pactuar o pedido de mudança de prioridade para o Ministério”.

Depois de esclarecidas as dúvidas, vários outros secretários municipais de Saúde se manifestaram a favor da proposta de Rio Branco. O secretário Alysson Bestene, coordenador do encontro com a CIBS, agora vai encaminhar a ata com o pedido ao Ministério da Saúde para ser avaliado.